Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Relação entre concentração sanguínea de cocaí­na e cocaetileno com a gravidade das manifestações clí­nicas apresentadas por pacientes com diagnóstico de intoxicação por cocaína (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ZUCOLOTO, ALEXANDRE DIAS - FCF
  • USP Schools: FCF
  • Subjects: COCAÍNA; CROMATOGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA; GRAVIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: A aplicação do score SIS revelou-se como importante alternativa capaz de predizer a gravidade dos pacientes atendidos devido a intoxicação por cocaína de maneira rápida e simplificada.As intoxicações decorrentes do uso de drogas de abuso representam atualmente um grave problema para a saúde pública. Dentre os principais agentes envolvidos, destaca-se a cocaína. Ela se tornou uma das drogas mais consumidas ao redor do mundo, sendo um dos principais motivos de atendimentos em pronto-socorro (PS) devido ao uso de substâncias ilícitas. Seu uso ocorre principalmente em associação com bebida alcóolica. Existem poucos estudos realizados que relacionem a concentração sanguínea de cocaína e a gravidade das manifestações clínicas em populações que a utilizam como droga de abuso, e que envolvam pacientes atendidos em PS. O objetivo do presente estudo foi verificar a possível relação entre concentração sanguínea de cocaína e cocaetileno (produto da interação de cocaína com etanol) com a gravidade das manifestações clínicas apresentadas por pacientes com hipótese diagnóstica de intoxicação por cocaína. As concentrações sanguíneas foram determinadas por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) e a gravidade das manifestações clínicas foi avaliada através do Stimulant Intoxication Score (SIS). Dos 81 pacientes incluídos no estudo 77,8% são homens com idade média de 32,5 anos ± 8,5 e SIS médio de 3,4 ± 2,5. Do total de pacientes incluídos no estudo 20 (24,7%) tiveram resultados positivos em sangue para os analitos de interesse, sendo a concentração sanguínea média de cocaína igual a 0,34 µg/mL ± 0,45 e de cocaetileno igual a 0,38 µg/mL ± 0,34. A concentração sanguínea de cocaína e cocaetileno não se mostrou informação útil para tratamento e prognóstico dos pacientes, porém a detecção no sangue destas substâncias no momento do atendimento, independentemente de sua concentração, pode ser um indicador de gravidade, mostrando que quaisquer concentrações destas substâncias devem ser consideradas potencialmente tóxicas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.05.2018
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZUCOLOTO, Alexandre Dias; OLIVEIRA, Carolina Dizioli Rodrigues de; YONAMINE, Maurício. Relação entre concentração sanguínea de cocaí­na e cocaetileno com a gravidade das manifestações clí­nicas apresentadas por pacientes com diagnóstico de intoxicação por cocaína. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-18062018-113137/ >.
    • APA

      Zucoloto, A. D., Oliveira, C. D. R. de, & Yonamine, M. (2018). Relação entre concentração sanguínea de cocaí­na e cocaetileno com a gravidade das manifestações clí­nicas apresentadas por pacientes com diagnóstico de intoxicação por cocaína. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-18062018-113137/
    • NLM

      Zucoloto AD, Oliveira CDR de, Yonamine M. Relação entre concentração sanguínea de cocaí­na e cocaetileno com a gravidade das manifestações clí­nicas apresentadas por pacientes com diagnóstico de intoxicação por cocaína [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-18062018-113137/
    • Vancouver

      Zucoloto AD, Oliveira CDR de, Yonamine M. Relação entre concentração sanguínea de cocaí­na e cocaetileno com a gravidade das manifestações clí­nicas apresentadas por pacientes com diagnóstico de intoxicação por cocaína [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-18062018-113137/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: