Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sweat as an alternative sample in doping control (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BORDIN, DAYANNE CRISTIANE MOZANER - FCFRP
  • USP Schools: FCFRP
  • Subjects: DOPING NO ESPORTE; URINA; ESTIMULANTES; ANDRÓGENOS; ANABOLIZANTES
  • Language: Inglês
  • Abstract: O esporte tornou-se uma indústria de valiosos prémios e grandes investimentos. Na tentativa de vencer adversários, muitos atletas recorrem a meios ilegais para melhorar seu desempenho. A Agência Mundial Antidoping (WADA) proíbe o uso de drogas no esporte. Além dos aspectos éticos, o uso de drogas pode causar sérios danos à saúde de um atleta, influenciando diretamente a capacidade fisiológico e removendo barreiras físicas e psicológicas, e seus danos à saúde podem ser irreversíveis. A urina é a matriz padrão utilizada no controle de doping. No entanto, essas análises também podem ser realizadas em amostras biológicas alternativas; como o suor. A análise toxicológica em amostras de suor apresenta algumas vantagens em relação à urina, como menor chance de adulteração de amostras, maior janela de detecção, coleta não invasiva, além da possibilidade de encontrar principalmente as drogas consumidas. O uso de suor como amostra alternativa também permite obter um histórico de exposição ao abuso de drogas. A identificação de casos de doping tem sido uma área importante de pesquisa e desenvolvimento nos últimos anos devido ao aumento contínuo do número de substâncias proibidas. Para a detecção de substanciar proibidas, geralmente são utilizados instrumentos analíticos sofisticados, tais como cromatografia líquida (LC), cromatografia gasosa (GC) acoplados à espectrometria de massas e eletroforese capilar (CE). Esta tese centrou-se no desenvolvimento de métodos para avaliação do suor como uma matriz biológica alternativa para o controle de doping, utilizando diferentes métodos de preparação e detecção de amostras para superar suas limitações. Paralelamente, foi realizado um esboço do perfil das drogas utilizadas para prática esportiva e os efeitos agudos causados no organismo dos usuários. Foi aplicada uma pesquisa aos voluntários para avaliaros efeitos adversos dos esteroides anabolizantes androgênicos (AAS), suplementos alimentares (DS) e uso múltiplo de drogas. Em paralelo, foram realizadas medidas de parâmetros hematológicos e bioquímicas dos voluntários. Através de análises toxicológicas em urina, o auto-relato e a medição de parâmetro, o estudo revelou que o uso de agentes dopantes e drogas recreativas são submetidos a diferentes fatores, que são normalmente guiados pelo tipo de atividade física ou aparência estética. Seu uso pode aumentar as chances de problemas de saúde causando efeitos colaterais sinérgicos, aumentando o risco de desenvolver doenças. Desenvolvemos um método para determinar a presença de 13 anfetaminas e substanciar relacionadas à cocaína e seus metabolitos em suor e urina usando Pipetas de Extração descartáveis (DPX) e GC-MS. O método validado foi utilizado para analisar 40 amostras de urina e suor cujos atletas auto-relataram o uso de drogas. Verificou-se que todas as drogas consumidas e seus metabólitos encontradas na urina também estavam presentes em amostras de suor indicando que o suor é uma matriz viável para realizar testes de doping. Também desenvolvemos um método alternativo de triagem para detecção de estimulantes em amostras de suor usando um instrumento de eletroforese capilar de microchip (Bionalyzer). Embora funcionasse, o método não era suficientemente sensível para detectar baixas concentrações de drogas e metabólitos presentes em amostras de suor. Foi desenvolvido um método de extração por headspace (HS) e derivatização totalmente automatizado de apenas um passo seguido por analises em GC-MS para determinação de drogas tipo anfetaminas e cocaína. O método HS-SPME/GC-MS foi utilizado para detectar concentrações entre 0,1 a 1 ng/mL dos analitos sem qualquer preparação adicional de amostra, apresentando potencial aplicação para análise derotina de traços de drogas em amostras biológicas, como urina e suor
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.02.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BORDIN, Dayanne Cristiane Mozaner; MARTINS, Bruno Spinosa de; BLANES, Lucas; YONAMINE, Maurício; ROUX, Claude. Sweat as an alternative sample in doping control. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.
    • APA

      Bordin, D. C. M., Martins, B. S. de, Blanes, L., Yonamine, M., & Roux, C. (2018). Sweat as an alternative sample in doping control. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Bordin DCM, Martins BS de, Blanes L, Yonamine M, Roux C. Sweat as an alternative sample in doping control. 2018 ;
    • Vancouver

      Bordin DCM, Martins BS de, Blanes L, Yonamine M, Roux C. Sweat as an alternative sample in doping control. 2018 ;