Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Flexão normal em secções transversais de peças de concreto protendido (1973)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CASTANHO, JOSE LOURENCO BRAGA DE ALMEIDA - EP
  • USP Schools: EP
  • Subjects: ESTRUTURAS DE CONCRETO PROTENDIDO
  • Language: Português
  • Abstract: O concreto protendido surgiu entre nós há cerca de 25 anos. Desde então, seu emprego na construção civil vem crescendo continuamente, sendo que na época atual, ao lado do concreto armado, ocupa um lugar de destaque na execução de estruturas. Um intenso exercício profissional levou-nos a contatos permanentes com estruturas, em particular com as de concreto protendido. A familiaridade com o concreto protendido foi alimentada, também, pela nossa atuação como docente da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, durante os últimos 15 anos, sempre voltada para o ensino desta matéria. No início da carreira, projetávamos estruturas de concreto protendido baseando-nos em normas e regulamentos alienígenas, em virtude da ausência de uma norma brasileira. Na busca de instruções e recomendações que pudessem ser aplicadas aos nossos projetos, a norma alemã servia de suporte para as principais decisões. Em 1962, surgia o primeiro projeto da norma brasileira para “Cálculo e execução de obras de concreto protendido”, designada por PNB-116. Analogamente à norma alemã, a PNB-116 deixava alguns aspectos relevantes de dimensionamento sem prescrições mais detalhadas. Mercê das condições mencionadas, os projetistas valiam-se frequentemente de critérios pessoais para a realização de seus trabalhos. Em 1964, a primeira edição das “Recomendações Práticas Unificadas do Comitê Europeu do Concreto – CEB” versava apenas sobre o concreto armado. Somente em 1966, no Vº Congresso da Federação Internacional da tensão – FIP, em Paris, surgia o projeto de recomendações práticas FIP-CEB, para o cálculo e execução de obras de concreto protendido. Em 1970, no VIº Congresso da FIP, em Praga, divulgaram-se novas recomendações sobre a matéria, recentemente revista numasegunda edição de maio de 1972, por ocasião da 15ª Sessão Plenária do CEB, em Leningrado. Apesar do empenho e dedicação de vários pesquisadores no mundo inteiro, incorporadas nas recomendações da FIP-CEB, ainda persistem indefinições a respeito de problemas de projeto. Estas indefinições, aliadas às contínuas reformulações das normas internacionais, em virtude da variada evolução dos conhecimentos técnicos, explicam a falta de atualização da norma brasileira. Com o intuito de adaptar as recomendações mais recentes da FIP-CEB às nossas condições de trabalho, antecipamo-nos à norma brasileira na abordagem de problemas de projeto em concreto protendido. Além disso, pretendemos, com este trabalho, dar uma contribuição inicial aos engenheiros brasileiros que ainda não tiveram oportunidade de conhecer as novas recomendações e suas aplicações aos materiais de que dispomos. Não pretendemos, porém, discutir todas as indefinições há pouco referidas e que ainda perduram nas recomendações internacionais, uma vez que tais considerações ultrapassam os limites do presente trabalho. Quanto aos aspectos de normalização, o trabalho faz as adaptações necessárias e sugere uma curva tensão-deformação característica para os aços nacionais. Por outro lado, estabelece uma sistemática para o dimensionamento e verificação de secções transversais de peças de concreto protendido, submetidas a flexão normal simples ou composta, não se considerando, porém o efeito da força cortante.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.02.1973

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EPEC31400023678FT-96 (ANEXO)
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CASTANHO, José Lourenço Braga de Almeida; SOUZA LIMA, Victor Manoel de. Flexão normal em secções transversais de peças de concreto protendido. 1973.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1973.
    • APA

      Castanho, J. L. B. de A., & Souza Lima, V. M. de. (1973). Flexão normal em secções transversais de peças de concreto protendido. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Castanho JLB de A, Souza Lima VM de. Flexão normal em secções transversais de peças de concreto protendido. 1973 ;
    • Vancouver

      Castanho JLB de A, Souza Lima VM de. Flexão normal em secções transversais de peças de concreto protendido. 1973 ;