Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sobre um método de controle adaptativo estocástico (1967)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CASTRUCCI, PLINIO BENEDICTO DE LAURO - EP
  • USP Schools: EP
  • Sigla do Departamento: PEL
  • Subjects: CONTROLE ADAPTATIVO; CONTROLE ESTOCÁSTICO
  • Language: Português
  • Abstract: Nesta tese, dedicamo-nos à pesquisa de algumas qualidades de um processo de controle automático, não linear e estocástico, perante um problema de sinais e de objetivos clássicos. O problema é o de controlar a variável de saída de um sistema para que ela reproduza um sinal que se sabe ser composto de degraus ao acaso, mas que somente se conhece quando adicionado a um ruído praticamente branco. O processo de controle proposto caracteriza-se por: a) inspirar-se nos “testes de hipóteses” da estatística, para poder distinguir sinal de ruído; b) restringir-se aos “testes não paramétricos”, para conseguir economia do equipamento digital necessário às realizações práticas; c) aplicar a conclusão dos testes à modificação da natureza ou dos parâmetros de uma parte elementar do processo, isto é, do controle a realimentação que é basicamente responsável pela variável de saída, o sistema global é não linear. Trata-se de uma ideia nova, cujo tratamento analítico é difícil como o da maioria dos processos adaptativos estocásticos estudados até o presente: veja-se, por exemplo, na Ref. S.2, recente tentativa de análise de sistemas adaptativos estocásticos, baseados nos Métodos de Bayes. Além disso, desconhecendo qualquer resultado experimental favorável aquela ideia, aplicar esforços ao problema teórico poderia vir a ser de certa forma um desperdício; a teoria segue-se às evidências experimentais, frequentemente, e por exemplo, no passado assim foi com os filtros lineares ótimos. Assim sendo, demos aos estudos um caráter nitidamente experimental e neles aproveitamos a extraordinária flexibilidade e a eficiência do computador digital. Nos capítulos 1 e 2, estão algumas propriedades úteis extraídas de vários campos: teoria de controle, teste de hipóteses estatísticas, teoria dos sinais aleatórios estacionários, análise de sistemas peloespaço de estado, geração de sinais aleatórios em computador. No capítulo 3, ficam alguns sistemas propostos e projetados intuitivamente, bem como o processo de sua simulação. No capítulo 4, estão soluções lineares ótimas para o mesmo problema, segundo Wiener e segundo Zadeh e Reggazzini. No capítulo5, efetuamos a sub-otimização, isto é, a otimização de uma parte do sistema proposto C, com alguns diferentes objetivos: mínima integral do erro quadrático, mínima integral do erro absoluto, mínima integral de erro quadrático mais energia consumida pelo motor do sistema. Trata-se de problema variacional estocástico: aplicamos programação dinâmica, partindo de dados estatísticos obtidos por simulação do sistema em condições artificiais. No capítulo 6, reunimos todos os resultados e fazemos algumas comparações, qualitativas e quantitativas, visando provar vantagens sobre os sistemas lineares ótimos. Algumas direções para pesquisa posterior são então indicadas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 00.00.1967

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EPEL31500013185FT-25 e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CASTRUCCI, Plinio Benedicto de Lauro. Sobre um método de controle adaptativo estocástico. 1967.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1967.
    • APA

      Castrucci, P. B. de L. (1967). Sobre um método de controle adaptativo estocástico. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Castrucci PB de L. Sobre um método de controle adaptativo estocástico. 1967 ;
    • Vancouver

      Castrucci PB de L. Sobre um método de controle adaptativo estocástico. 1967 ;