Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O minério de manganês da Serra do Navio, Amapá (1967)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VALARELLI, JOSE VICENTE - IGC
  • USP Schools: IGC
  • Subjects: MANGANÊS; GEOLOGIA ECONÔMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho sobre o minério de manganês da Serra do Navio (SNV) analisa os seguintes minerais: criptomelana e os minerais correlacionados do tipo 'alfa', polianita, pirolusita, groutita, manganita e hidróxidos de manganês com outros metais, como a litioforita. São fornecidos os dados obtido através de estudo ótico, térmico, de infravermelho e de difração de raios X, de todos os minerais acima citados, assim como os resultados de pesquisa sobre amorfologia (pirolusita), cálculo e variação de parâetros (criptomelana e pirolusita), difração e microscopia eletrônicas (litioforita), análises espectrográficas e termodiferenciais. O minério é constituído, principalmente, de minerais do tipo 'alfa', erroneamente denominados de "psilomelanas", de um modo genérico, quando na realidade, a espécie predominante é a criptomelana. Subsidiariamente, ocorrem pirolusita, manganita e hidróxidos de mangaês e outros metais. A ganga é constituída dos seguintes minerais: argilas (caulinita), micas (sericita e illita), minerais de Fé (goethita e hematita), alumina (gibbsita e boehmita), sílica (quartzo e calcedônea), grafita, turmalina e cloritas. O minério é de origem supérgena, formado à custa do intemperismo das rochas portadoras de rodocrosita, espessartita, tefroíta, rodonita, piroxmangita, anfibólios manganesíferos, etc. que, por decomposição meteórica e solubilização, sofrem enriquecimento residual. As soluções que contêm manganês migram, mineralizando as rochas encaixantesestéreis e as zonas superficiais de lateralização. As condições topográficas e climáticas favorecem constantes solubilizações e redeposições de manganês, assim como a lixiviação de ganga, formando uma couraça residual de minério cada vez mais rico. O intemperismo do protominério e a caracterização dos diferentes tipos de minério são descritos sucintamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 00.00.1967
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IGC30900010144T V137 JV.mi
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALARELLI, Jose Vicente; CAMARGO, William Gerson Rolim de. O minério de manganês da Serra do Navio, Amapá. 1967.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1967. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-09062016-151557/pt-br.php >.
    • APA

      Valarelli, J. V., & Camargo, W. G. R. de. (1967). O minério de manganês da Serra do Navio, Amapá. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-09062016-151557/pt-br.php
    • NLM

      Valarelli JV, Camargo WGR de. O minério de manganês da Serra do Navio, Amapá [Internet]. 1967 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-09062016-151557/pt-br.php
    • Vancouver

      Valarelli JV, Camargo WGR de. O minério de manganês da Serra do Navio, Amapá [Internet]. 1967 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44131/tde-09062016-151557/pt-br.php