Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Dinâmica sedimentar quaternária no litoral sul paulista (1988)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TESSLER, MOYSES GONSALEZ - IGC
  • USP Schools: IGC
  • Subjects: SEDIMENTOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A origem e evolução das feições arenosas holocênicas, presentes no litoral sul paulista, estão vinculadas à ação da dinâmica litorânea atual, bem como ao papel representado pelos processos dinâmicos pretéritos. Esta dinâmica atual, fortemente condicionada pelos mecanismos de circulação atmosférica do continente sul-americano tem, nas correntes de deriva litorânea geradas a partir da interação dos trens de ondas incidentes com alinha de costa, o principal mecanismo de movimentação de sedimentos arenosos, junto ao fundo, no litoral sul paulista. A interação entre os mecanismos de circulação atmosférica do continente sul-americano e os trens de ondas incidentes constitui a base para a compreensão da origem e do sentido de deslocamento das correntes litorâneas de fundo, a partir dos trens de onda provenientes de S e SE são geradas correntes de deriva litorânea que se propagam no litoral sul rumo ao litoral centro-sul paulista, NE. Por outro lado, as correntes litorâneas de sentido inverso (SW), são geradas a partir dos trens de onda incidentes dos quadrantes NE - E. Esses sistemas de correntes litorâneas, de sentidos opostos, são responsáveis pela redistribuição dos sedimentos provenientes da cobertura sedimentar atual da plataforma continental próxima bem como dos sedimentos de origem continental, carreados principalmente pela drenagem do rio Ribeira de Iguape. Os dois sistemas de correntes litorâneas, para SW e para NE, podem até mesmo ocorrersimultaneamente no litoral sul paulista. Porém, é durante as fases de passagem de sistemas de frentes, quando predominam os trens de onda incidentes do quadrante S - SE e portanto, correntes de deriva litorânea orientadas para NE, que resultam no mais efetivo processo de transporte arenoso, de fundo, no litoral sul. As características sedimentológicas, apresentadas pelos sedimentos arenosos, dispostos em cristas praiais orientadas longitudinalmente à costa e depositados ) nos eventos regressivos que se seguiram aos máximos transgressivos de 120.000 anos A.P., Formação Cananéia, e de 5.100 anos A.P., Formação Santos, demonstram que, também durante a deposição desses conjuntos de sedimentos, o sentido predominante das paleocorrentes de deriva tinha rumo NE. As atuais desembocaduras lagunares de Ararapira, Cananéia e Icapara representam as feições geomórficas mais instáveis do litoral sul, e são resultantes das interações entre o sistema hidrodinâmico litorâneo com os sistemas de circulação lagunares existentes à retaguarda da linha de costa atual. Nas áreas litorâneas, onde ocorrem atualmente estes processos de interação, entre sistemas litorâneos e lagunares, a evolução de feições geomórficas litorâneas não pode ser utilizada, diretamente, como indicativo do sentido predominante da corrente de deriva litorânea. Desta forma, o estudo da desembocadura lagunar de Icapara mostra uma tendência evolutiva coincidente com o rumo predominante, para NE, dacorrente de deriva litorânea, enquanto que na região de Ararapira, a evolução desta feição geomórfica ocorre em sentido oposto, SW. A desembocadura lagunar de Cananéia, apresenta um mecanismo evolutivo mais complexo, fortemente condicionado pelos ciclos alternados de marés enchente e vazante. Sua configuração atual, bem como os conjuntos de bancos arenosos submersos que obstruem o canal principal de acesso à região lagunar, refletem a interação das correntes litorâneas, geradas pelos sistemas de ondas incidentes, com as correntes de marés que fluem através da desembocadura lagunar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.09.1988
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IGC30900009666T T341 MG.d
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TESSLER, Moyses Gonsalez; SUGUIO, Kenitiro. Dinâmica sedimentar quaternária no litoral sul paulista. 1988.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1988. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44132/tde-22062015-135301/pt-br.php >.
    • APA

      Tessler, M. G., & Suguio, K. (1988). Dinâmica sedimentar quaternária no litoral sul paulista. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44132/tde-22062015-135301/pt-br.php
    • NLM

      Tessler MG, Suguio K. Dinâmica sedimentar quaternária no litoral sul paulista [Internet]. 1988 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44132/tde-22062015-135301/pt-br.php
    • Vancouver

      Tessler MG, Suguio K. Dinâmica sedimentar quaternária no litoral sul paulista [Internet]. 1988 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44132/tde-22062015-135301/pt-br.php