Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Perspectivas de controle da doença de chagas no estado de São Paulo (1994)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: WANDERLEY, DALVA MARLI VALERIO - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: EPIDEMIOLOGIA; DOENÇA DE CHAGAS
  • Keywords: Chagas disease - prevention and control
  • Language: Português
  • Abstract: O controle da transmissão da doença de Chagas no Estado de São Paulo, delineado" no presente estudo, foi equacionado e solucionado e não constitui, nos dias atuais, problema de saúde pública. O risco de ocorrência de casos agudos fica restrito a eventos isolados. Este quadro, portanto, autoriza otimismo, podendo-se supor que a atual incidência da doença no Estado seja próxima de zero e esperar que a incidência futura se mantenha nesse nível. Sob a ótica da transmissão vetorial, as ações de vigilância sobre as espécies peridomiciliares presentes atualmente no Estado têm respondido de maneira eficaz à possibilidade de infecção por Trypanosoma cruzi a partir do contato homem-vetor. A casa rural paulista não constitui hoje ecótopo adequado para a domiciliação de tais espécies de triatomíneos. O comportamento invasor, característico principalmente dos indivíduos adultos fêmeas, não tem passado despercebido à população que prontamente coleta e encaminha o inseto para análise utilizando-se, na maioria das vezes, do Centro de Saude local, numa integração da vigilância vetorial à rede de atenção à saude. O pronto atendimento a cada notificação serve de estímulo à participação. Em síntese, a vigilância vetorial está consolidada junto à comunidade e à rede de saúde local. A transmissão transfusional constitui fenômeno raro dadas as condições com que se pratica a hemoterapia no Estado de São Paulo. As ações de controle do sangue foram implementadas pela Secretaria de Saúde a partir de1988, com índices de cobertura de seleção de doadores próximos de 100 por cento já em 1990. Mais recentemente, com a instalação da Hemo-rede estadual e a ampliação da cobertura dos Hemocentros incluindo os pequenos municípios, pode-se observar uma melhora da qualidade da hemoterapia. O descarte do candidato à doação quando procedente de área endêmica de doença de Chagas, tem contribuído para a obtenção de baixos percentuais de prevalência na triagem sorológica, situados próximos a 1 por cento . A transmissão congênita, entendida como mecanismo residual de perpetuação da infecção, ocorre em níveis discretos e pode ser perfeitamente controlada desde que se realizem provas sorológicas para doença de Chagas em gestantes com epidemiologia compatível e se pesquise a infecção na criança ao nascer e seguimento até os 6 meses. A persistência da positividade sorológica deve orientar para tratamento específico. Outros mecanismos de transmissão não apresentam qualquer importância no contexto da endemia. Resta ao sistema de saúde, portanto, olhar de frente os indivíduos infectados que merecerão atenção médica e previdenciária e cujo direito à saúde está garantido pela carta constitucional
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.1994
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800044373614.533 18
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      WANDERLEY, Dalva Marli Valerio; FORATTINI, Oswaldo Paulo. Perspectivas de controle da doença de chagas no estado de São Paulo. 1994.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1994. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-24012018-135346/ >.
    • APA

      Wanderley, D. M. V., & Forattini, O. P. (1994). Perspectivas de controle da doença de chagas no estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-24012018-135346/
    • NLM

      Wanderley DMV, Forattini OP. Perspectivas de controle da doença de chagas no estado de São Paulo [Internet]. 1994 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-24012018-135346/
    • Vancouver

      Wanderley DMV, Forattini OP. Perspectivas de controle da doença de chagas no estado de São Paulo [Internet]. 1994 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-24012018-135346/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: