Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Phyllocnistis citrela Stainton , 1856 (Lepidoptera : Gracillariidae) : bioecologia e relação com cancro cítrico (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CHAGAS, MARCONE CÉSAR MENDONÇA DAS - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LEF
  • Subjects: FRUTICULTURA; ENTOMOLOGIA AGRÍCOLA
  • Language: Português
  • Abstract: A pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de se estudarem aspectos biológicos do minador-dos-citros, Phyllocnistis citrella Stainton, 1856 em diferentes temperaturas e umidades relativas do ar, bem como avaliar a sua relação com a bactéria docancro cítrico, Xanthomonas axonopodis py citri, a fim de se obterem informações básicas, passíveis de subsidiarem programas de manejo do minador-dos-citros, através da previsão da evolução da praga em diferentes regiòes citrícolas do Estado deSão Paulo. A pesquisa relacionada à bioecologia de P. citrella, foi desenvolvida nos laboratórios e casa-de-vegetação do Departamento de Entomologia, Fitopatologia e Zoologia Agrícola da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiróz" (ESALQ),da Universidade de São Paulo (USP). O estudo relacionado ao papel do inseto na disseminação da bactéria do cancro cítrico, X. axonopodis py citri, foi conduzido na Estação Experimental do Instituto Biológico de SP, no município de PresidentePrudente, SP. A metodologia desenvolvida, utilizando-se plantas de limão-cravo (Citrus limonia), cultivadas em "tubetes", como hospedeiro de P. citrella, mostrou-se adequada à criação contínua do inseto em laboratório. As condições térmicasfavoráveis à P. citrella variaram com o seu estágio de desenvolvimento, sendo as temperaturas de 25,30 e 32 graus C, favoráves à postura, desenvolvimento embrionário e complementação das fases larval e pupal, respectivamente. Com base nasexigências térmicas doinseto, constatou-se uma variação de 12,1 a 14,1 gerações no período de setembro a abril (período de brotações) nas regiões representativas da citricultura do Estado de São Paulo. A alternância de temperaturas, durante odesenvolvimento das fases imaturas e adulta de P. citrella, não influenciou sua fecundidade, enquanto que, a umidade relativa de 70% foi a mais adequada ao inseto. O minador-dos-citros preferiu ovipositar na superfície abaxial e na nervura ) principal das folhas de citros com comprimento entre 0,6 e 2,0 cm. Tais ovos foram colocados, em maior quantidade, no terço apical e porçào mediana da área foliar. Ficou evidente que há uma estreita relação entre as lesões nasfolhas, provocadas por P. citrella, e ainfecção da bactéria do cancro cítrico, X. axonopodis py citri
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.04.1999

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500094828-St632.781 C426p e.1 72057
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHAGAS, Marcone César Mendonça das; PARRA, José Roberto Postali. Phyllocnistis citrela Stainton , 1856 (Lepidoptera : Gracillariidae) : bioecologia e relação com cancro cítrico. 1999.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1999.
    • APA

      Chagas, M. C. M. das, & Parra, J. R. P. (1999). Phyllocnistis citrela Stainton , 1856 (Lepidoptera : Gracillariidae) : bioecologia e relação com cancro cítrico. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Chagas MCM das, Parra JRP. Phyllocnistis citrela Stainton , 1856 (Lepidoptera : Gracillariidae) : bioecologia e relação com cancro cítrico. 1999 ;
    • Vancouver

      Chagas MCM das, Parra JRP. Phyllocnistis citrela Stainton , 1856 (Lepidoptera : Gracillariidae) : bioecologia e relação com cancro cítrico. 1999 ;