Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo do metabolismo aeróbico de Melipona bicolor Lepeletier (Hymenoptera: Apidae: Meliponinae) (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRANCOSO JUNIOR, OPHELIS DE ALMEIDA - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIF
  • Subjects: FISIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Melipona bicolor é uma abelha nativa da América do Sul que foi aqui estudada sob diversos aspectos do metabolismo aeróbico. Medidas do consumo de oxigênio sob condições controladas; capacidade de fluxo de enzimas das vias oxidativas; e dastemperaturas internas das colméias foram realizadas. As comparações foram feitas à luz de abordagens evolutivas através de testes estatísticos e da análise de contrastes independentes (Felseinstein, 1985), quando possível. O consumo de oxigêniodas operárias aumenta ao longo da vida, segundo a equação alométrica: "V IND.02"=0,0049"e POT.0,088Idade" ("R POT.2=0,85). Variações na massa corpórea não influenciaram significativamente o consumo de oxigênio ("R POT.2"=0,0027). Conclui-se queas mudanças no metabolismo decorrem de fatores genéticos e não de mudanças individuais às maiores demandas energéticas decorrentes do forrageamento. A capacidade aeróbica de M. bicolor foi comparada com outras 6 espécies de meliponíneos dediferentes massas corpóreas. Verificou-se que as taxas metabólicas aumentam em espécies maiores, segundo a equação alométrica: "V IND.02"=0,7348"Massa POT.1,2022 ("R POT.2"=0,77), provavelmente como decorrência do aporte direto de oxigênio portraquéolas, da maior frequência de batimento das asas para sustentar maior massa corpórea, além de aspectos bioquímicos descritos abaixo. Comparações filogenéticas revelaram uma tendência para a evolução da taxa metabólica independentemente damassa corpórea. Asatividades de 7 enzimas do metabolismo aeróbico foram determinadas e comparadas com as de 8 outras espécies de himenópteros. Constatou-se maior capacidade de fluxo para hexoquinase e fosfofrutoquinase (respectivamente 80,64 e95,73 µmols de substrato convertido "g POT.-1" "min POT.-1"), o que foi interpretado como uma tendência para o aumento do pool enzimático do Ciclo de Krebs através da ação da piruvato carboxilase, além de maiores taxas de retroalimentação ) de glicose, proporcionando capacidade aeróbica mais elevada. Medidas de temperatura e cálculos estimativos revelaram que M. bicolor é capaz de termorregular de modo eficaz. Uma colméia com 500 indivíduos despende cerca de 331,2 W econsome 6,2 kg de glicose por dia para manter uma temperatura interna 4°C acima daquela do ambiente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.10.1999

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000002084D-770
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRANÇOSO JÚNIOR, Ophelis de Almeida; BICUDO, José Eduardo Pereira Wilken. Estudo comparativo do metabolismo aeróbico de Melipona bicolor Lepeletier (Hymenoptera: Apidae: Meliponinae). 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Françoso Júnior, O. de A., & Bicudo, J. E. P. W. (1999). Estudo comparativo do metabolismo aeróbico de Melipona bicolor Lepeletier (Hymenoptera: Apidae: Meliponinae). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Françoso Júnior O de A, Bicudo JEPW. Estudo comparativo do metabolismo aeróbico de Melipona bicolor Lepeletier (Hymenoptera: Apidae: Meliponinae). 1999 ;
    • Vancouver

      Françoso Júnior O de A, Bicudo JEPW. Estudo comparativo do metabolismo aeróbico de Melipona bicolor Lepeletier (Hymenoptera: Apidae: Meliponinae). 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: