Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Arqueologia da Serra da Mesa: planejamento, gestão e resultados de um projeto de salvamento arqueológico (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARTINS, DILAMAR CANDIDA - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLA
  • Subjects: ARQUEOLOGIA; ARQUEOLOGIA AMBIENTAL; SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS
  • Language: Português
  • Abstract: A pesquisa arqueo1ógica no Alto Rio Tocantins referente à área de inundação da Usina Hidrelétrica Serra da Mesa (paralelos '13 GRAUS' 45' e '14 GRAUS' 30' S e os meridianos '48 GRAUS' 00' e '49 GRAUS' e 10' W) objetivou promover o levantamento, o salvamento e a análise dos componentes da cultura material dos sítios arqueológicos pré-coloniais registrados pelo Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás, e cadastrados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional a partir da parceria estabelecida com Furnas Centrais E1étricas S. A. Este trabalho tem como propósito apresentar e avaliar os resultados preliminares do estudo realizado, e também aqueles dados considerados intrínsecos à pesquisa e que a permeiam, desde a etapa de elaboração e de planejamento dos trabalhos até a finalização das ações em campo e das análises em laboratório. Com tais propósitos, foi necessário realizar uma avaliação crítica da pesquisa - considerando a implantação do projeto, os redimensionamentos exigidos no seu decorrer, o método e as técnicas adotadas na prática arqueológica, a sistematização dos dados - e dos organismos envolvidos no processo do salvamento, incluindo a análise do Relatório de Impacto Ambiental de Serra da Mesa sobre os aspectos do patrimônio arqueológico. 0 registro arqueológico comprovou que a área do reservatório da UHE Serra da Mesa foi ocupada por caçadores-coletores há 10.250 anos AP ± 90,0 (C14), estando entre as mais antigas idades obtidaspara o Estado de Goiás, e por grupos produtores da cerâmica de 280 anos A.P. a 2.860 anos A.P. ± 90 (Termoluminescência), que selecionaram locais específicos para firmar seus assentamentos. Os grupos de caçadores-coletores transitavam pelas calhas fluviais, levantando seus acampamentos sazonais nos terraços marginais alçados poucos metros acima da 1âmina d'água, associados a lencóis de cascalheiras e às rupturas de declive dos leitos fluviais. ) Os grupos ceramistas implantaram seus assentamentos em áreas de terraços, meia vertente de convexidade suave ou patamares de vertentes, cabeceiras de nascentes que apresentavam pianos de declive em anfiteatro, planícies, colinas, altas vertentes, interflúvios e abrigos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.10.1999

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH21000005238T MARTINS, D.C. 1999
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINS, Dilamar Candida; MORAIS, José Luiz de. Arqueologia da Serra da Mesa: planejamento, gestão e resultados de um projeto de salvamento arqueológico. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Martins, D. C., & Morais, J. L. de. (1999). Arqueologia da Serra da Mesa: planejamento, gestão e resultados de um projeto de salvamento arqueológico. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Martins DC, Morais JL de. Arqueologia da Serra da Mesa: planejamento, gestão e resultados de um projeto de salvamento arqueológico. 1999 ;
    • Vancouver

      Martins DC, Morais JL de. Arqueologia da Serra da Mesa: planejamento, gestão e resultados de um projeto de salvamento arqueológico. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: