Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Solidificação de lodo ao cromo de curtume em matriz de cimento (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARAGNO, ANA LUIZA FERREIRA CAMPOS - EESC
  • USP Schools: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: SANEAMENTO BÁSICO; CURTUME
  • Language: Português
  • Abstract: As indústrias de curtimento de couro produzem grande quantidade de resíduos sólidos, incluindo os resultantes do tratamento de efluentes. Este trabalho propõe um estudo da utilização, e peças para a construção civil, do lodo ao cromo gerado em uma das linhas de tratamento do Curtume Francouro Ltda, de Franca, SP. As peças foram executadas utilizando-se a técnica de tratamento conhecida como processo de solidificação de resíduos com cimento. As matrizes confeccionadas com o lodo de curtume foram submetidas aos ensaios de lixiviação, solubilização múltipla e resistência mecânica à compressão, com a s idades de 7, 28, 90 e 365 dias, nas proporções de cimento resíduo (em massa) de 5:1, 2:1, 1:1, 1:2, 1:3 e 1:4. Foram estudados quatro tipos de lodo: lodo seco a 110 graus centígrados, moído; lodo seco a 110 graus centígrados, moído e peneirado; lodo seco a 110 graus centígrados e 250 graus centígrados , moído e o lodo seco a 110 graus centígrados e 250 graus centígrados, moído e peneirado. Utilizou-se também, para o traço 1:1, a impregnação das matrizes com resina poliuretana à base de óleo de mamona. Foram realizados, em algumas amostras, ensaios de Difratometria de Raio X. Os resultados dos ensaios realizados possibilitaram concluir que a solidificação do lodo ao cromo com cimento é técnica viável para controlar a presença de cromo nos extratos lixiviados e solubilizados, principalmente empregando-se o lodo seco a 110 graus centígrados , moído e o lodoseco a 110 graus centígrados , moído e peneirado, para os traços 5:1, 2:1 e 1:1. Os resultados dos ensaios de resistência demonstraram a potencialidade de emprego do lodo ao cromo em peças para a construção civil, obtendo-se resistência de 28 MPa, para os bloquetes confeccionados com lodo seco a 110 graus centígrados , moído, aos 90 dias de cura
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.04.1999

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EESC31100007827TESE 3320
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARAGNO, Ana Luiza Ferreira Campos; POVINELLI, Jurandyr. Solidificação de lodo ao cromo de curtume em matriz de cimento. 1999.Universidade de São Paulo, São Carlos, 1999.
    • APA

      Maragno, A. L. F. C., & Povinelli, J. (1999). Solidificação de lodo ao cromo de curtume em matriz de cimento. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Maragno ALFC, Povinelli J. Solidificação de lodo ao cromo de curtume em matriz de cimento. 1999 ;
    • Vancouver

      Maragno ALFC, Povinelli J. Solidificação de lodo ao cromo de curtume em matriz de cimento. 1999 ;