Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Metamorfose das oligarquias: o caso do Piauí (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, ROBERTO JOHN GONÇALVES DA - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLP
  • Subjects: POLÍTICA; POLÍTICA; PODER POLÍTICO; OLIGARQUIA
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo demonstra a força das oligarquias piauienses que se revezam no poder do Estado, desde 1930 até os dias de hoje, apesar das mudanças políticas e econômicas do Brasil; do crescente processo de urbanização; do aumento da influência dos meios de comunicação sociais; do surgimento de novas Universidades e Faculdades; e, enfim, de todos os fatos que, via de regra, sugerem a modernização da vida social. O Estado tem uma elite política que se incrusta em instituições tradicionais e oligárquicas, graças à força das famílias que têm decidido o destino do Piauí. Suas disputas políticas se restringem à distribuição dos cargos oficiais entre os grupos familiares e à restrição do espaço das novas lideranças políticas nos quadros mais importantes do Estado. Embora mantenham as tradições políticas, os herdeiros das oligarquias apresentam, hoje, um discurso que aponta para a modernidade liberal. Na verdade, esse discurso não passa de fachada, uma vez que se trata de uma elite conservadora que mantém a estrutura clientelista, segundo a resposta eleitoral a cada um de seus beneficiários. No período observado, verifiquei que o poder tem estado nas mãos de duas famílias principais, sem grandes avanços na forma de governar e administrar a res publica. A concentração de cargos públicos nas mãos de representantes diretos das oligarquias, segundo a linha de parentesco, consangüíneo ou não, levou-me à conclusão de que, no Piauí, ainda estão preservadas as estruturas de poderorientadas pela tradição oligárquica que tem o núcleo familiar como a segurança de conquista do poder político. Esse fato é uma espécie de patrimonialismo político que não distingue o público do privado. Embora alguns estudos ainda neguem a existência das oligarquias no Brasil atual, pode-se afirmar, seguramente, que a oligarquia tem sido rediviva no Piauí. No entanto, observei, nos últimos 10 anos, uma tendência de modificação no padrão de domínio ) prevalecente das oligarquias, com a entrada na cena política de novos sujeitos que não pertencem às famílias tradicionais nos espaços de poder, através de eleições e/ou concursos públicos, ocupando cargos em instituições anteriormente reservados aos herdeiros das oligarquias
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.11.1999

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH21000005243T SILVA, R.J.G. 1999
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Roberto John Gonçalves da; BRANDÃO, Gildo Marçal Bezerra. Metamorfose das oligarquias: o caso do Piauí. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Silva, R. J. G. da, & Brandão, G. M. B. (1999). Metamorfose das oligarquias: o caso do Piauí. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Silva RJG da, Brandão GMB. Metamorfose das oligarquias: o caso do Piauí. 1999 ;
    • Vancouver

      Silva RJG da, Brandão GMB. Metamorfose das oligarquias: o caso do Piauí. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: