Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo do funículo espermático em cães adultos SRD (Canis familiaris Linnaeus, 1758) pertencentes aos diferentes tipos constitucionais (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARROS, MÔNICA RIBEIRO DE - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: ANATOMIA ANIMAL; ARTÉRIAS; CÃES
  • Language: Português
  • Abstract: Empregamos neste trabalho 27 pares de funículos espermáticos de cães adultos SRD pertencentes aos três tipos constitucionais: brevilíneos, mediolíneos e longilíneos, sendo 9 pares para cada tipo, observando histologicamente que o funículo espermático dos animais longilíneos está envolto por cápsula de tecido conjuntivo denso, revestido por mesotélio, que nos animais brevilíneos aparece menos desenvolvida e nos mediolíneos é representada apenas por mesotélio que repousa sobre camada de tecido conjuntivo frouxo. Abaixo da cápsula funicular observa-se um conjunto de vasos linfáticos de paredes finas, a maioria provida de válvulas com lumens amplos e irregulares nos cães longilíneos, em menor número nos brevilíneos e em pequeno número, com lumens reduzidos, nos mediolíneos. Envolvendo o conjunto vascular do funículo espermático ocorre um tecido conjuntivo predominantemente denso nos cães longilíneos e com maior freqüência um tecido conjuntivo frouxo nos animais mediolíneos e brevilíneos, rico em fibras colágenas, poucas elásticas e reticulares que aparecem mais concentradas nos cães longilíneos. O segmento da artéria testicular contido no funículo espermático é formado por endotélio apoiado em fina camada de tecido conjuntivo subendotelial, túnica média espessa formada por células musculares lisas e poucas fibras elásticas, sustentadas por rica e ordenada rede de fibras reticulares, com a adventícia bem delimitada e lumennm arterial bastante regular e numerosonos cães longilíneos e mediolíneos, em relação aos brevilíneos. As veias testiculares são, nos três tipos constitucionais, desprovidas de válvulas e formadas por endotélio vascular e camadas de fibras musculares lisas bem desenvolvidas apenas nos cães longilíneos, sustentadas por rede irregular de fibras colágenas e túnica externa pouco individualizada. Nos cães longilíneos as veias aparecem em maior número com lumennm regular e de pequeno calibre, ) enquanto que nos animais mediolíneos e brevilíneos surgem em menor número, com lumennns amplos e totalmente irregulares, localizados ao redor da artéria testicular, em toda a extensão do funículo espermático. O segmento da artéria testicular contido no funículo espermático possui como comprimento médio e valores máximo e mínimo, respectivamente: 32,8 cm, 34,6 cm e 31,2 cm à direita e 30,7 cm, 34,2 cm e 28,7 à esquerda nos cães mediolíneos; 31,5 cm, 36,8 cm e 26,3 cm à direita e 31,3 cm, 34,9 cm e 24,9 cm à esquerda nos longilíneos; 19,5 cm, 27,2 cm e 14,9 cm à direita e 18,6 cm, 25,7 cm e 12,3 cm à esquerda nos brevilíneos. Nos cães de todos os tipos constitucionais agora estudados, não ocorrem diferenças estatisticamente significantes quando são confrontadas as médias encontradas para os comprimentos dos segmentos das artérias testiculares encontradas à direita em relação à esquerda. Já o confronto das médias registradas para os comprimentos dos tractos das artérias testiculares que percorrem os funículosespermáticos, nos diferentes tipos constitucionais revelam diferenças estatisticamente significantes entre os brevilíneos e os mediolíneos e longilíneos, tanto à direita como à esquerda
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.12.1999

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300025490T.840 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARROS, Mônica Ribeiro de; BORELLI, Vicente. Estudo comparativo do funículo espermático em cães adultos SRD (Canis familiaris Linnaeus, 1758) pertencentes aos diferentes tipos constitucionais. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Barros, M. R. de, & Borelli, V. (1999). Estudo comparativo do funículo espermático em cães adultos SRD (Canis familiaris Linnaeus, 1758) pertencentes aos diferentes tipos constitucionais. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Barros MR de, Borelli V. Estudo comparativo do funículo espermático em cães adultos SRD (Canis familiaris Linnaeus, 1758) pertencentes aos diferentes tipos constitucionais. 1999 ;
    • Vancouver

      Barros MR de, Borelli V. Estudo comparativo do funículo espermático em cães adultos SRD (Canis familiaris Linnaeus, 1758) pertencentes aos diferentes tipos constitucionais. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: