Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Microrregiões metabólicas no carcinoma ductal infiltrativo de mama humana (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, BIANCA MARIA ALVES DOS - FCF
  • USP Schools: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: CARCINOMA
  • Language: Português
  • Abstract: No presente estudo analisou-se o metabolismo de glicose e glutamina, através da determinação da atividade enzimática, em carcinomas ductais infiltrativos de pacientes sem tratamento. As pacientes estavam na faixa etária entre 32 e 68 anos e cercade 75% no período pós-menopausa. Os tumores estudados apresentavam graus de diferenciação e tamanho distintos; no entanto, sem metástases distantes. Os seguintes parâmetros foram analisados: a) efeito da insulina sobre o consumo de glicose emfatias tumorais, b) atividades das enzimas da via glicolítica e da glutaminase nas áreas do centro e periferia do tumor, c) parâmetros cinéticos da piruvato quinase purificada. Os resultados foram comparados entre os tumores e a glândula mamáriae entre as áreas Centrais e periféricas dos próprios tumores. O consumo de glícose mostrou-se maior nos carcinomas, principalmente no centro que na periferia do tumor, mas não foi alterado pela insulina. Não houve relação entre o consumo deglicose e o tamanho dos tumores, nem com o grau histológico. Inversamente, na glândula mamária, a insulina (100 gU/mi) aumentou a captação de glicose. A concentração de lactato produzida, pela incubação das fatias tumorais com glicose, foisignificativamente maior nos carcinomas do que na glândula mamária, equivalente ao aumento do fluxo glicolítico. A atividade das enzimas da via glicolítica foi maior nos carcinomas em comparação ao tecido normal. A atividade foi tambémsignificativamente diferente tantona comparação entre as áreas do centro e periferia do tumor, quanto considerando-se o grau de diferenciação dos carcinomas. Nas áreas centrais, as atividades enzimáticas foram mais elevadas, enquanto queconsiderando-se os graus histológicos, tumores menos diferenciados apresentaram atividades mais elevadas que os de maior grau de diferenciação. Dentre as enzimas reguladoras da glicálise, a piruvato quinase apresentou a maior atividade emcomparação (Continuacão) à hexoquinase e fosfofrutoquinase-I. Este aumento foi significativamente maior nos carcinomas associados com comprometimento de linfonodos axilares. A piruvato quinase purificada mostrou K,m de 0,23 mM para fosfoenolpiruvato e 0,3mM para ADP. ATP inibiu em 40% a atividade da enzima, enquanto que alanina, fenilaianina e cálcio inibiram em 55%, 84% e 93% a atividade da enzima, respectivamente. A frutose 1,6- bifosfato induziu 36% de ativação e reverteu em 100% a inibiçãocausada por fenilaianina, em 87% aquela da alanina e cerca de 56% para ATP, mas não reverteu a inibição por cálcio quando em concentrações saturantes e apenas em 15% em concentrações sub-saturantes. O padrão eletroforético da piruvato quinasediferiu da mama e tumores benignos (fibroadenomas), o que pode representar um marcador de malignidade. A atividade das enzimas citrato sintetase e glicerol-3-fosfato desidrogenase mostrou-se diminuída de acordo com o aumento da atividadeglicolítica e relacionou-se diretamente com ograu de diferenciação dos carcinomas. Tumores diferenciados mostraram maior atividade. A atividade da glutaminase foi maior nos carcinomas em comparação à glândula mamária, sendo ainda maior nasáreas do centro do tumor que nas áreas periféricas. O grau de diferenciação também correlacionou-se com a atividade da enzima, mas não foram observadas diferenças significativas quando considerou-se o tamanho tumoral. As diferenças metabólicasobservadas podem associar-se ao comportamento clínico heterogêneo entre pacientes com o mesmo tipo de carcinoma
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.09.1999
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CQ30100002701T 616.99449 S337m
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Bianca Maria Alves dos; CURI, Rui. Microrregiões metabólicas no carcinoma ductal infiltrativo de mama humana. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-14112017-122438/pt-br.php >.
    • APA

      Santos, B. M. A. dos, & Curi, R. (1999). Microrregiões metabólicas no carcinoma ductal infiltrativo de mama humana. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-14112017-122438/pt-br.php
    • NLM

      Santos BMA dos, Curi R. Microrregiões metabólicas no carcinoma ductal infiltrativo de mama humana [Internet]. 1999 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-14112017-122438/pt-br.php
    • Vancouver

      Santos BMA dos, Curi R. Microrregiões metabólicas no carcinoma ductal infiltrativo de mama humana [Internet]. 1999 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-14112017-122438/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: