Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

As representações sociais da prática de enfermagem no interior dos programas de atenção à saúde da criança de uma unidade de saúde do município de Natal (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MONTEIRO, AKEMI IWATA - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Subjects: ENFERMAGEM
  • Language: Português
  • Abstract: Tentou-se analisar neste estudo, as representações sociais da prática de enfermagem dentro do PAISC de uma Unidade Básica de Saúde do Município do bairro de Felipe Camarão, município de Natal-RN. Esse bairro possui uma população de baixa rendacom alto índice de morbi-mortalidade infantil causado por doenças evitáveis. Devido compreensão de que a prática de enfermagem é determinada pela relação de produção e de reprodução de serviços de saúde, no interior de um modelo assistencialhegemônico, há redes de subjetividades manifestadas através da concepção de mundo das relações sociais dos sujeitos que conformam a realidade social. Essa última é estruturada pelos valores culturais, pelos senso comum/bom senso, poderes,ideologias, crenças entre outros. A metodologia adotada foi a qualitativa, estudo de caso, da qual estudou-se as representações sociais da prática de enfermagem. As categorias analíticas modelos assistenciais e concepção de mundo forampreviamente elaboradas, para se articularem com as categorias empíricas. Como recursos metodológicos, utilizou-se a entrevista semi-estruturada, a observação participante, entrevista de grupo focal e levantamento de ações da enfermagem nosprontuários. Foram entrevistadas cinco enfermeiras, cinco auxiliares de enfermagem, quatro médicos, dez mães, a administradora, a diretora e seis agentes comunitários. A análise das categorias empíricas estudadas, com base na técnicahermenêutica dialética, conduz a afirmação de que aprática de enfermagem na atenção à saúde da criança, no PAISC, é influenciada, na maioria das vezes, pelo senso comum, dentro do modelo assistencial clínico individual hegemônico. Por outrolado, o Programa de Saúde da Família (PSF), em um processo de trabalho instrumentalizado pelo saber e tecnologia simplificados, conduz a prática de enfermagem a uma superação do senso omum do modelo assistecial curativo, embora o antagonismodesses modelos favoreça ) o aparecimento de muitos desencontros
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.03.2000

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200005976T1790
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Akemi Iwata; CARVALHO, Maria das Graças Bonfim de. As representações sociais da prática de enfermagem no interior dos programas de atenção à saúde da criança de uma unidade de saúde do município de Natal. 2000.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2000.
    • APA

      Monteiro, A. I., & Carvalho, M. das G. B. de. (2000). As representações sociais da prática de enfermagem no interior dos programas de atenção à saúde da criança de uma unidade de saúde do município de Natal. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Monteiro AI, Carvalho M das GB de. As representações sociais da prática de enfermagem no interior dos programas de atenção à saúde da criança de uma unidade de saúde do município de Natal. 2000 ;
    • Vancouver

      Monteiro AI, Carvalho M das GB de. As representações sociais da prática de enfermagem no interior dos programas de atenção à saúde da criança de uma unidade de saúde do município de Natal. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019