Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Identidade e autonomia da escola pública: o projeto das escolas-padrão (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FIKER, SÉRGIO - FE
  • USP Schools: FE
  • Sigla do Departamento: EDA
  • Subjects: ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO; ESCOLA PÚBLICA
  • Language: Português
  • Abstract: Com a reorganização da produção e a evolução das mudanças na base técnica do trabalho, observa-se a transformação dos contextos da experiência social. Esse cenário traz novas questões nos planos econômico-social, ético-político e educacional.Está em crise um projeto político-pedagógico que vem sustentando a organização escolar e as formas de conduzir o ensino, desde o século XVIII, quando a utopia iluminista instituiu a escola pública, como lugar social destinado à formação docidadão e da força de trabalho. A razão iluminista derivava da consciência de uma razão baseada em valores éticos. O desenvolvimento da visão racionalista no mundo da produção instituiu uma racionalidade instrumental que caracteriza a alienaçãocontemporânea e a dominação tecnoburocrática. A atual estrutura burocrática dos sistemas de ensino é a expressão da razão instrumental. O conteúdo deste trabalho são reflexões em torno desses temas. Na segunda parte, passam pelo "chão daescola", analisando as propostas do projeto das Escolas-Padrão de 1991. A interpretação da execução do programa foi feita também, a partir da ótica dos agentes educacionais e da "realidade vivida" nas escolas. Devido a descontinuidadeadministrativa, o programa foi interrompido em 1994. As experiências relacionadas com gestões participativas e os modelos propostos por elas representaram um momento significativo na escola pública brasileira. Na parte final do trabalho, essaspropostas, que enfatizam a autonomiacomo condição para a construção de uma identidade da escola, são pensadas partindo da discussão que coloca o papel transformador e crítico da Educação na modernidade. O quadro teórico deste século é de"muitas dúvidas e poucas certezas", portanto, muito diferente da idéia iluminista de que a razão poderia entender e dominar o mundo. Procura-se pensar e perceber os contornos de um novo horizonte de utopia na escola, a partir de uma práticaeducacional ) libertadora e na perspectiva de mudanças sociais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.04.2000

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FE20500017166379 F477i
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FIKER, Sergio; MOTTA, Fernando Cláudio Prestes. Identidade e autonomia da escola pública: o projeto das escolas-padrão. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Fiker, S., & Motta, F. C. P. (2000). Identidade e autonomia da escola pública: o projeto das escolas-padrão. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Fiker S, Motta FCP. Identidade e autonomia da escola pública: o projeto das escolas-padrão. 2000 ;
    • Vancouver

      Fiker S, Motta FCP. Identidade e autonomia da escola pública: o projeto das escolas-padrão. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: