Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo entre o tratamento medicamentoso e a terapia sexual, nas disfunções sexuais masculinas: ejaculação precoce e a disfunção erétil (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NASCIMENTO, EDSON CLARO DO - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: TERAPIA SEXUAL; SEXO (ASPECTOS SOCIAIS); EJACULAÇÃO PRECOCE
  • Language: Português
  • Abstract: Analisou-se o Tratamento Medicamentoso e a Terapia Sexual (TS) na Ejaculação Precoce (EP) e Disfunção Erétil (DE). Classificou-se a (EP) em tipo I: Iniciante; II: Adolescente; III: Adulto Jovem; IV: Homem Maduro; V: Ocasional. Na (DE) temos duasetiologias básicas: psicogênica e orgânica. Estudaram-se 919 pacientes, sendo 505 (EP), com idade de 16-50 anos e 414 (DE) com idade de 32-75 anos, da Baixada Santista (1991-1992) e Mogi das Cruzes (1995-1998) - SP. O tratamento proposto para(EP) foi: 1) Terapia Sexual; 2) Fluoxetina (Fluox.) 20mg/d - 30 a 90 dias e 3) Terapia Sexual + Clomipramina (Clom.) 10-75mg/d - 21 a 45 dias. Resultados em porcentagens de Positivos: 1 - Ejaculação Precoce: TS = 32%; Fluox.: 76%; Clom. + TS:80%; Usando o Teste de Fisher, para análise estatística, observou-se que todos os tratamentos medicamentosos foram significativos em relação à Terapia Sexual. Disfunção Erétil: Terapia Sexual: 27%; Sildenafil: 72%; Alprostadil: 33%; Minoxidil:55%; Ioimbina: 11%; Fluoxetina: 46%; Testosterona: 26%; Terapia Sexual + Fluoxetina: 38%. De acordo com o Teste de Fisher, houve significância entre os grupos: Minoxidil, Sildenafil, e Fluoxetina (Deprimidos), em relação ao tratamento nãomedicamentoso da Terapia Sexual. Os demais grupos não apresentaram significância em relação à Terapia Sexual. Concluindo para Ejaculação Precoce a Fluoxetina foi o melhor resultado em relação à Terapia Sexual, a Clomipramina apresentouresultados positivos, mas houve retorno dossintomas, após suspensão da droga; enquanto que com a Fluoxetina, após 11 meses de seguimento, não ocorreu retorno dos sintomas. Quanto a Disfunção Erétil: o Sildenafil e o Minoxidil, apresentaram osmelhores resultados, em relação à Terapia Sexual. A fluoxetina quando administrada ao grupo dos pacientes depressivos, apresentou significância em relação à Terapia Sexual; ao ser administrada ao grupo dos indivíduos escolhidos aleatoriamente,não ) apresentou significância. O Alprostadil, Ioimbina e a Testosterona, não apresentaram significância, em relação à terapia sexual. A Testosterona apresentou melhora no libido e no comportamento de procura de parceira, mas em nossoestudo, não houve diferença significativa em relação à disfunção erétil, o que concorda com os resultados de John Money, da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.12.1999

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300004975T RC875 N244e e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NASCIMENTO, Edson Claro do; NASELLO, Antonia Gladys. Estudo comparativo entre o tratamento medicamentoso e a terapia sexual, nas disfunções sexuais masculinas: ejaculação precoce e a disfunção erétil. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Nascimento, E. C. do, & Nasello, A. G. (1999). Estudo comparativo entre o tratamento medicamentoso e a terapia sexual, nas disfunções sexuais masculinas: ejaculação precoce e a disfunção erétil. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Nascimento EC do, Nasello AG. Estudo comparativo entre o tratamento medicamentoso e a terapia sexual, nas disfunções sexuais masculinas: ejaculação precoce e a disfunção erétil. 1999 ;
    • Vancouver

      Nascimento EC do, Nasello AG. Estudo comparativo entre o tratamento medicamentoso e a terapia sexual, nas disfunções sexuais masculinas: ejaculação precoce e a disfunção erétil. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: