Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Contribuição ao estudo dos infartos cerebrais em crianças de zero a quinze anos (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NOCE, THELMA RIBEIRO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: TRANSTORNOS CEREBROVASCULARES
  • Language: Português
  • Abstract: No presente estudo foi avaliado retrospectivamente um grupo de 39 crianças de 0 a 15 anos com infarto cerebral, atendidas no período de Janeiro de 1990 a Setembro de 1997, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto daUniversidade de São Paulo (USP). Este grupo foi analisado segundo alguns parâmetros como idade, sexo, etiologia e exames realizados. Foram aplicados os critérios do Trial of Org 10172 in Acute Stroke Treatment (TOAST) de classificação dosinfartos cerebrais, a mesma mais universalmente utilizada para os pacientes adultos a que mostrou-se útil quando aplicado às crianças. A média de idade dos pacientes foi de 5,67 ± 5,02 anos. Não houve predominância de casos de infarto cerebralcomparando pacientes do sexo feminino e masculino. O grupo mais numeroso, de acordo com o TOAST, foi o grupo de outras etiologias, seguido do grupo de infartos de etiologia indeterminada e dos cardioembólicos. Nenhum caso foi registrado deinfarto por aterosclerose de grandes artérias a um número ínfimo pertencia ao grupo de infartos por oclusão de pequenas artérias. No grupo dé outras etiologias predominaram os pacientes do período lactente seguidos pelos pré-escolares. Algunsdos exames realizados como, ecocardiograma, exames de neuroimagem incluindo métodos angiográficos (angiografia convencional e angiografia por ressonância magnética), foram fundamentais para o diagnóstico de muitos pacientes desta casuística. Atomografiacerebral foi fundamental para o diagnóstico de trombose venosa central em 4 pacientes contribuindo para reafirmar a importância deste exame na investigação da doença cerebrovascular isquêmica. A pesquisa de fatores pró-coagulantes ade deficiência de inibidores naturais da coagulação foram importantes para a discussão da etiologia em alguns casos e devem ser realizadas nos pacientes, cuja etiologia permaneceu indeterminada após o screening inicial, incluindo angiografia ) convencional. Na nossa série, encontramos grande número de fatores de risco para infarto cerebral, fato peculiar se comparado a pacientes de outras faixas etárias, a para o qual devemos estar atentos no momento de direcionar apesquisa da etiologia nestes casos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.07.2000

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200060411Noce, Thelma Ribeiro
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NOCE, Thelma Ribeiro; FUNAYAMA, Carolina Araujo Rodrigues. Contribuição ao estudo dos infartos cerebrais em crianças de zero a quinze anos. 2000.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2000.
    • APA

      Noce, T. R., & Funayama, C. A. R. (2000). Contribuição ao estudo dos infartos cerebrais em crianças de zero a quinze anos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Noce TR, Funayama CAR. Contribuição ao estudo dos infartos cerebrais em crianças de zero a quinze anos. 2000 ;
    • Vancouver

      Noce TR, Funayama CAR. Contribuição ao estudo dos infartos cerebrais em crianças de zero a quinze anos. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: