Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da forma indeterminada da doença de chagas pela eletrocardiografia dinâmica (Holter de 24 horas) (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALBUQUERQUE, AFONSO LUIZ TAVARES DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: MEDICINA INTERNA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: 1) Avaliar a incidência de arritmias ventriculares em pacientes portadores da forma indeterminada da doença de Chagas, através do Holter de 24 horas. 2) Avaliar a função autonômica cardíaca, através do estudo da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) nos domínios do tempo (DT) e da frequência (DF), durante o período do sono. Local: O estudo foi desenvolvido no setor de arritmias cardíacas e doença de Chagas do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), da Universidade de Pernambuco. Indivíduos: Foram avaliados 24 indivíduos portadores da forma indeterminada da doença de Chagas, do sexo masculino, sem outras doenças associadas, com idade mediana de 37 anos (extremos de 19 e 54 anos), e 17 indivíduos sadios, com sorologia negativa para doença de Chagas, do sexo masculino, com idade mediana de 37 anos (extremos de 19 e 52 anos). Métodos: Cada indivíduo foi submetido a uma sessão experimental, no período da manhã, que consistia na monitorização eletrocardiográfica contínua de 24 horas (sistema Holter), em , registro de 02 canais simultâneos. Para a análise de arritmias ventriculares, consideramos todo registro eletrocardiográfico das 24 horas; interessou-nos toda e qualquer arritmia ventricular, sua complexidade e a freqüência da extrassistolia ventricular neste período. Para a análise da VFC foram selecionados dois intervalos durante o sono (Sono 1 correspondente ao período inicial do sono, e o Sono 2, mais tardiamente).Utilizamos, para a análise no DT, a média dos intervalos RR, o pNN50 (o percentual das diferenças dos intervalos RR sucessivos maior que 50 ms), o SDNN (desvio-padrão dos intervalos RR) e o rMSSD (raiz quadrada das diferenças entre os intervalos RR sucessivos), e, no DF, foram avaliados a potência espectral total (ms21Hz), os componentes espectrais de baixa frequência (BF) e de alta frequência (AF), obtidos através da Transformada Rápida de Fourier-FFT, e a razão BFIAF.Resultados: ) Com relação à incidência das arritmias ventriculares, não houve nenhuma diferença estatisticamente significativa em relação ao grupo controle, considerando-se a incidência, de toda e qualquer arritmia ventricular (67,7% X 52,9%), sua complexidade (extrassistolia pareada e taquicardia ventricular não sustentada) e a frequência das ectopias ventriculares nas 24 horas. Com relação ao estudo da variabilidade da freqüência cardíaca, na análise no DT, uma tendência a valores superiores nos indivíduos do grupo controle, com relação às variáveis SDNN, pNN50 e rMSSD, com as duas primeiras atingindo significância estatística (p menor que 0.05), em determinado intervalo do sono. Com relação às variáveis no DF, as diferenças foram mais expressivas, com os indivíduos portadores da FIDC apresentando valores superiores do componente de BF e da razão BFIAF (p menor que 0.05) em relação ao grupo controle e valores inferiores do componente de AF (p menor que 0.05), em todos os intervalosdo sono analisados. Conclusões: 1) Podemos concluir que, na nossa casuística, não encontramos nenhuma diferença estatisticamente significativa com relação à incidência das arritmias ventriculares nos portadores da FIDC, em comparação com um grupo controle considerando-se a complexidade e a frequência das arritmias ventriculares nas 24 horas. 2) Com relação ao estudo da VFC nossos resultados mostraram que os portadores da FIDC apresentaram uma menor modulação vagal que o grupo controle, principalmente na análise realizada no domínio da frequência (DF), o que sugere um comprometimento precoce, da modulação vagal, nesse grupo de indivíduos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.08.2000

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200031855Albuquerqu, Afonso Luiz T.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALBUQUERQUE, Afonso Luiz Tavares de; GALO JÚNIOR, Lourenço. Avaliação da forma indeterminada da doença de chagas pela eletrocardiografia dinâmica (Holter de 24 horas). 2000.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2000.
    • APA

      Albuquerque, A. L. T. de, & Galo Júnior, L. (2000). Avaliação da forma indeterminada da doença de chagas pela eletrocardiografia dinâmica (Holter de 24 horas). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Albuquerque ALT de, Galo Júnior L. Avaliação da forma indeterminada da doença de chagas pela eletrocardiografia dinâmica (Holter de 24 horas). 2000 ;
    • Vancouver

      Albuquerque ALT de, Galo Júnior L. Avaliação da forma indeterminada da doença de chagas pela eletrocardiografia dinâmica (Holter de 24 horas). 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: