Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Educação escolar e democracia no Brasil (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GHANEM JUNIOR, ELIE GEORGE GUIMARAES - FE
  • USP Schools: FE
  • Sigla do Departamento: EDF
  • Subjects: DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO; QUALIDADE DA EDUCAÇÃO; EDUCAÇÃO; DEMOCRACIA; INTERAÇÃO PROFESSOR ALUNO; ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Empreende um esforço para organizar o pensamento sobre a relação entre educação escolar e democracia no Brasil. A hipótese principal do trabalho é que as exigências atuais da democracia impõem mudanças no modelo de educação escolar republicano, que prevaleceu ao longo deste século. Esboça os elementos de uma relação coerente entre educação escolar e democracia, explorando os limites das abordagens mais importantes do tema no Brasil. Adota como referência o conceito de democracia elaborado por Alain Touraine, concebida como sistema político que articula Estado e sociedade civil, universalismo da razão e particularismo das identidades culturais, oferecendo as condições públicas da liberdade expressada na afirmação do sujeito pessoal. O mesmo conceito compreende três dimensões contitutivas e interdependentes da democracia: o respeito aos direitos fundamentais (que limita o poder do Estado), a representatividade social dos atores políticos e a cidadania. Assim definida a democracia, examina-se como a educação escolar vem se relacionando com ela, tendo em vista o afastamento, a aproximação ou a eqüidistância (indiferença) entre ambas. Faz-se isso colocando em destaque os principais aspectos que têm sido abordados na perspectiva de adequar a educação escolar à democracia. Primeiro, a democratização do acesso à escola. A seguir, a democratização do ensino, tanto referente à representação das categorias sociais nos diferentes níveis e escolas quanto referente às relações depoder entre professor e alunos. Na seqüência, vem o tema da formação de personalidades democráticas, nas relações entre a educação escolar e a ética assim como na democratização da gestão escolar. Trata-se também do sistema escolar como uma organização burocrática, concluindo que uma democratização conseqüente desse sistema determinaria a alteração da própria natureza dessa organização. Com esse raciocínio, introduz a parte final que, discutindo a (continua) ) qualidade da educação, questiona o modelo de educação escolar concebido como transmissão e sua incongruência como uma idéia de democracia assentada na liberdade do sujeito (educador e educando). Finalmente, é colocadaa hipótese de que a máxima aproximação e, pois a relação adequada e coerente entre democracia e educação escolar poderia estar na identificação entre esta última e a produção de conhecimento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.09.2000
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FE20500020521379.5 G411e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GHANEM JUNIOR, Elie George Guimaraes; BEISIEGEL, Celso de Rui. Educação escolar e democracia no Brasil. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48131/tde-04112014-135113/ >.
    • APA

      Ghanem Junior, E. G. G., & Beisiegel, C. de R. (2000). Educação escolar e democracia no Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48131/tde-04112014-135113/
    • NLM

      Ghanem Junior EGG, Beisiegel C de R. Educação escolar e democracia no Brasil [Internet]. 2000 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48131/tde-04112014-135113/
    • Vancouver

      Ghanem Junior EGG, Beisiegel C de R. Educação escolar e democracia no Brasil [Internet]. 2000 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48131/tde-04112014-135113/