Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sinais clínicos, níveis bioquímicos e consumo alimentar de vitamina A em idosos atendidos em ambulatório geriátrico (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GARCIA, YOLANDA MARIA - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • Subjects: IDOSOS; IDOSOS; ESTADO NUTRICIONAL; CONSUMO DE ALIMENTOS; VITAMINA A
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Avalia o estado nutricional em relação à vitamina A, de idosos atendidos em ambulatório de Geriatria, através de parâmetros clínicos e bioquímicos, comparando-os com consumo alimentar e de suplementos vitamínicos. Método: Dosagem de vitamina A e carotenóides plasmáticos pelo método de Neeld-Pearson, exame clínico, inquérito alimentar e verificação do uso de suplementos vitamínicos. Resultados: Em 828 idosos, a média de idade foi 74,2 anos e 70,8% eram mulheres. A média de vitamina A foi de 39,4mg/dL, sendo 38,2mg/dL para mulheres e 42,2mg/dL para homens, diferença estatisticamente significante (p=0,0027). A média de carotenóides foi 152,1mg/dL, 162,3mg/dL nas mulheres e 124,9mg/dL nos homens, 159,9mg/dL nos menos idosos e 133,2mg/dL nos mais idosos. As diferenças foram estatisticamente significantes para sexo (p=0,0000) e idade (p=0,0000). Para os sinais clínicos, houve diferenças de médias de vitamina A para xerose cutânea (p=0,0244) e hiperceratose folicular em dois pares de membros (p=0,0271), e de prevalência de níveis mais altos ou mais baixos para a hiperceratose folicular em um par de membros (p=0,0046). Não houve diferenças estatisticamente significantes em relação ao inquérito alimentar ou ao uso de suplementos. Conclusões: Os níveis de vitamina A e carotenóides foram adequados na maioria dos idosos e foram raros os resultados abaixo do limite de normalidade. Os homens tiveram níveis médios de vitamina A mais altos, enquanto asmulheres tiveram média mais alta de carotenóides; os sinais clínicos não se correlacionaram aos níveis de vitaminas; a ingestão alimentar e o consumo de suplementos vitamínicos não influenciaram os níveis de vitamina A nestes idosos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.05.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800028223613.2 375
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, Yolanda Maria; RONCADA, Maria José. Sinais clínicos, níveis bioquímicos e consumo alimentar de vitamina A em idosos atendidos em ambulatório geriátrico. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Garcia, Y. M., & Roncada, M. J. (2001). Sinais clínicos, níveis bioquímicos e consumo alimentar de vitamina A em idosos atendidos em ambulatório geriátrico. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Garcia YM, Roncada MJ. Sinais clínicos, níveis bioquímicos e consumo alimentar de vitamina A em idosos atendidos em ambulatório geriátrico. 2001 ;
    • Vancouver

      Garcia YM, Roncada MJ. Sinais clínicos, níveis bioquímicos e consumo alimentar de vitamina A em idosos atendidos em ambulatório geriátrico. 2001 ;