Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Crescimento do capim-Tifton 85 submetido a doses e épocas de aplicação de nitrogênio após o corte (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PREMAZZI, LINDA MONICA - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LSN
  • Subjects: GRAMÍNEAS FORRAGEIRAS; ADUBAÇÃO; PASTAGENS
  • Language: Português
  • Abstract: Um grupo de experimentos foi conduzido com a graminea Tifton 85 (Cynodon spp), em casa-de-vegetaçao, com o objetivo de avaliar a influência de doses e épocas de aplicação de nitrogênio apos o corte no fator de correcao de area foliar e também no crescimento das plantas, atraves dos parametros produção de matéria seca, perfilhamento, crescimetno de folhas e concnetração de nitrogênio no tecido. O efeito das dosesO efeito das doses de nitrogênio foi avaliado no teor de clorofila da lâmina foliar, através da leitura do valor SPAD. O estudo foi desenvolvido na forma de três experimentos, estabelecidos em vasos com capacidade para sete quilogramas de solo classificado como NEOSSOLO QUARTZARÊNICO Órtico típico, com horizonte A moderado álico fase cerrado e relevo plano. Os experimentos I e II foram estabelecidos em esquema fatorial 4 X 2, sendo avaliadas quatro doses e duas épocas de aplicação de nitrogênio após o corte, com quatro repetições e no experimento III foram estudadas quatro doses de nitrogênio com seis repetições. O delineamento experimental foi o de blocos completos ao acaso. As doses de nitrogênio estudadas nos três experimentos foram 0, 80, 160 e 240 mg kg-1 de solo e as duas épocas de aplicação de nitrogênio foram imediatamente após o corte das plantas e após sete dias. Observou-se que as doses de nitrogênio resultaram em variação no valor do fator de correção de área foliar e aumentaram a produção de matéria seca da parte aérea até doses de 217 e 205 mgkg-1 de solo, no primeiro e segundo cortes, respectivamente. A produção de matéria seca de raízes foi afetada pelas doses e épocas de aplicação do nitrogênio após o corte. A concentração de nitrogênio na parte aérea e nas raízes aumentou dentro das doses de nitrogênio estudadas, observando-se mais altos valores na parte aérea quando o nitrogênio foi aplicado sete dias após o corte. Houve efeito das doses de nitrogênio no número total de perfilhos e ) no peso de perfilhos individuais. Foram obtidos os coeficientes de correlação de 0,92 e 0,94 entre o número total de perfilhos e produção de matéria seca da parte aérea, para o primeiro e segundo crescimentos, respectivamente. O nitrogênio influenciou o comprimento e a área da lâmina foliar do capim, os quais estiveram associados à época de aplicação do nitrogênio e à data de avaliação dentro do período de crescimento. Observou-se variação na leitura do valor SPAD com as doses de nitrogênio e alta correlação desse valor com a concentração de nitrogênio na lâmina foliar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.06.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500020778t633.26 P925c ex.2 77186
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PREMAZZI, Linda Monica; MONTEIRO, Francisco Antônio. Crescimento do capim-Tifton 85 submetido a doses e épocas de aplicação de nitrogênio após o corte. 2001.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2001.
    • APA

      Premazzi, L. M., & Monteiro, F. A. (2001). Crescimento do capim-Tifton 85 submetido a doses e épocas de aplicação de nitrogênio após o corte. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Premazzi LM, Monteiro FA. Crescimento do capim-Tifton 85 submetido a doses e épocas de aplicação de nitrogênio após o corte. 2001 ;
    • Vancouver

      Premazzi LM, Monteiro FA. Crescimento do capim-Tifton 85 submetido a doses e épocas de aplicação de nitrogênio após o corte. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: