Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo morfológico do arco dentário decíduo, em crianças leucodermas, descendentes de portugueses, espanhóis e italianos, na região de Bauru (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALMEIDA, PATRICIA CIOCCHI M RODRIGUES DE - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: ODONTOPEDIATRIA; DENTIÇÃO DECÍDUA
  • Language: Português
  • Abstract: Realizou-se um estudo comparativo das alterações dimensionais do arco dentário com o intuito de analisar as características da dentição decídua de crianças brasileiras, residentes em Bauru, na faixa etária de 3 a 6 anos, leucodermas, com dentição decídua completa e considerada "normal". A amostra constituiu-se de 180 pares de modelos de gesso, divididos em três grupos, separados por idades, sendo que o Grupo I (3 a 4 anos), o Grupo II (4 anos e 1 mês a 5 anos) e Grupo III (5 anos e 1 mês a 6 anos) apresentavam 30 pares de modelos de gesso para cada faixa etária e sexo. Por meio da análise dos modelos de gesso avaliou-se a freqüência dos espaços primatas em crianças portadoras de arcos tipo I e II de BAUME, e se esta alterou-se com as faixas etárias e com os tipos de arco dentário; sua freqüência e variação em função do sexo, faixas etárias; e as alterações das relações terminais dos segundos molares decíduos. Verificou-se ainda, se há alterações nas distâncias entre intercaninos e intermolares no grupo estudado. Os resultados demonstraram que os espaços primatas, superior e inferior, foram mais prevalentes no arco tipo I do que no tipo II, e em ambos os sexos. Em relação a arcada, a maioria das crianças examinadas portadoras de arcos tipo I e II, apresentaram espaços primatas na maxila. A distribuição dos tipos de arcos dentários em relação ao sexo e às faixas etárias demonstrou maior freqüência do arco tipo II, tanto para o sexo masculino como para o feminino, na maxilae na mandíbula, nos três grupos estudados, com ausência de diferenças estatisticamente significantes. A relação terminal em plano terminal reto prevaleceu em ambos os sexos, nos diferentes grupos etários, bem como nos arcos dentários tipo I, II e misto, não apresentando diferenças estatisticamente significantes. A média das distâncias intercaninos e intermolares, superior e inferior, foram maiores no arco tipo I do que no tipo II. A análise ) estatística das mensurações das distâncias intercaninos, superiores e inferiores, demonstraram diferenças estatisticamente significantes em relação aos tipos de arcos, sendo que a distância intermolares inferiores também mostrou diferenças significantes em relação ao sexo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.04.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600012162Al64e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALMEIDA, Patricia Ciocchi Marques Rodrigues de; ALMEIDA, Renato Rodrigues de. Estudo morfológico do arco dentário decíduo, em crianças leucodermas, descendentes de portugueses, espanhóis e italianos, na região de Bauru. 2001.Universidade de São Paulo, Bauru, 2001.
    • APA

      Almeida, P. C. M. R. de, & Almeida, R. R. de. (2001). Estudo morfológico do arco dentário decíduo, em crianças leucodermas, descendentes de portugueses, espanhóis e italianos, na região de Bauru. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Almeida PCMR de, Almeida RR de. Estudo morfológico do arco dentário decíduo, em crianças leucodermas, descendentes de portugueses, espanhóis e italianos, na região de Bauru. 2001 ;
    • Vancouver

      Almeida PCMR de, Almeida RR de. Estudo morfológico do arco dentário decíduo, em crianças leucodermas, descendentes de portugueses, espanhóis e italianos, na região de Bauru. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: