Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O ser docente de enfermagem frente ao mundo da informática: um olhar na perspectiva da fenomenologia social (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PERES, HELOISA HELENA CIQUETO - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENO
  • Subjects: ENFERMAGEM (ESTUDO E ENSINO); TECNOLOGIA EDUCACIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: A presente pesquisa objetiva desvelar, segundo a percepção dos enfermeiros docentes, o significado da inserção da informática no ensino de enfermagem tendo como referencial de análise a vertente da fenomenologia social de Alfred Schütz. Nessa perspectiva, os sujeitos que vivenciam a situação singular da informática no ensino de enfermagem e, assim, capazes de atribuir significações às experiências vividas, são docentes que ministram, esse ensino em uma Escola de Enfermagem vinculada à uma Universidade Pública do Estado de São Paulo. A obtenção dos depoimentos foram norteados pela seguinte interrogação: Como você percebe a informática no ensino de enfermagem? A apreensão de dados biográficos das entrevistas fez parte da entrevista, objetivando o conhecimento da trajetória profissional na docência e suas experiências com a informática. A trajetória metodológica permitiu a compreensão da informática no ensino de enfermagem a partir das descrições dos sujeitos que vivenciam esse fenômeno. Assim, emergiram dos discursos 9 subcategorias que agrupadas resultaram em 6 categorias concretas do vivido, que caracterizam o estável e o mutável no cotidiano desse grupo de docentes pesquisado. As categorias e as respectivas subcategorias são: categoria - Projetando a adoção da informática no ensino, com as subcategorias: Utilizando a informática como recurso didático e Inovando a proposta curricular; Preparando tecnologicamente os alunos - Atuando no mercado de trabalhoinformatizado e Utilizando a informática na pesquisa; Acompanhando o mundo tecnológico - Acreditando na informática, Capacitando tecnologicamente o docente e Aplicando a informática no ensino; Resgatando a política institucional; Identificando o conhecimento tecnológico - Vivendo o despreparo tecnológico docente, Enfrentando alunos "internautas" e Vivendo o mundo da informática na saúde. Passando de uma atitude pré-reflexiva comum ao mundo da vida diária, ) para um comportamento racional, através de um processo reflexivo da realidade estudada, foi possível construir o tipo vivido dos docentes: "Docentes frente à informática no ensino de enfermagem" a partir dos impulsos motivacionais típicos dos docentes referente ao fenômeno estudado, caracterizados pelos motivos para e motivos porque, constituindo as tipificações desse grupo de docentes sobre a ação - inserção da informática no ensino de enfermagem. O cenário desvelado nas falas das docentes permitiu a construção do tipo vivido de docente como sendo aquele que apresenta diferentes graus de interesse pelas novas tecnologias e visa a inserção da informática no ensino de enfermagem, vislumbrando projetos fundamentados em novos modelos pedagógicos que possibilitem aprendizado auto-instrucional e individualizado, numa perspectiva de formar enfermeiros críticos, reflexivos e tecnologicamente competentes. Os projetos de inserção da informática no ensino de enfermagem têm como fontes de intuição e deidealização os conhecimentos aramzenados e as experiências educacionais adquiridas pelo docente no seu mundo vida, sendo que a tomada de decisão ou escolha desses projetos ocorre, livremente, num processo de reflexão e de refinamento sobre as alternativas favoráveis e desfavoráveis, geradas a partir do contexto social e da situação biográfica de cada docente. Nessa perspectiva, vislumbra-se a construção de competências docente para a efetivação da inserção da informática no ensino de enfermagem a partir de políticas institucionais pró-ativas, de valorização do ensino e de desenvolvimento tecnológico dos docentes aderentes à sociedade contemporânea, fundamentada em reflexão ético-política em contraposição aos modismos tecnológicos e aos interesses econômicos, visando integrar, as novas tecnologias, às necessidades da profissão e à dimensão humana da enfermagem
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.06.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200005512T1938
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PERES, Heloísa Helena Ciqueto; KURCGANT, Paulina. O ser docente de enfermagem frente ao mundo da informática: um olhar na perspectiva da fenomenologia social. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Peres, H. H. C., & Kurcgant, P. (2001). O ser docente de enfermagem frente ao mundo da informática: um olhar na perspectiva da fenomenologia social. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Peres HHC, Kurcgant P. O ser docente de enfermagem frente ao mundo da informática: um olhar na perspectiva da fenomenologia social. 2001 ;
    • Vancouver

      Peres HHC, Kurcgant P. O ser docente de enfermagem frente ao mundo da informática: um olhar na perspectiva da fenomenologia social. 2001 ;