Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Envolvimento do giro denteado e córtex entorrinal medial, mas não do córtex entorrinal lateral, com o processamento de informações de natureza espacial (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, ANDREA MARIA GARRIDO DOS - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIF
  • Subjects: NEUROFISIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar a importância do giro denteado do hipocampo e dos córtices entorrinal medial e lateral para os processos de aprendizagem e memória espaciais. Foram realizados experimentos com ratos Wistar machos submetidos à lesões seletivas das células granulares do Giro Denteado (GD), pela aplicação da colchicina, e lesões seletivas distintas das regiões entorrinais mediais (CEM) e laterais (CEL), obtidas pela aplicação da neurotoxina ácido ibotênico. O desempenho dos animais, que apresentavam lesões seletivas nessas distintas regiões, foi avaliado em uma série de situações comportamentais no labirinto aquático de Morris, uma tarefa que permite avaliar a integridade do sistema de localização espacial. No primeiro experimento foi avaliado a importância da integridade das células granulares do GD para o desempenho de uma tarefa espacial, adquirida pré-operatoriamente. Os animais foram inicialmente treinados na situação comportamental do labirinto aquático, em seguida submetidos à lesões do GD e seu desempenho pós-operatório comparado ao desempenho pré-operatório. Os resultados demonstram que o desempenho adequado da tarefa espacial do labirinto aquático depende da integridade das células denteadas. No segundo experimento animais ingênuos foram testados pós-operatoriamente em uma situação de memória operacional (com modificação diária da localização da plataforma, requerendo, portanto, nova aquisição), sem treino prévio na situação de memória dereferência espacial. Os resultados demonstram que animais com lesões das células granulares do GD apresentam severos prejuízos de memória operacional quando têm que lidar com informações espaciais. Ainda, animais com lesões do GD não foram capazes de traçar estratégias de busca adequadas para encontrar a plataforma submersa. No conjunto, esses resultados parecem sugerir que a lesão das células do GD compromete o processamento de informações de ) natureza espacial, mesmo por um breve período de tempo. No terceiro experimento avaliou-se a hipótese de que controvérsias da literatura nessa área estivessem associadas ao uso de labirintos com diâmetros distintos. Para tanto, avaliamos com lesões seletivas das células granulares no labirinto aquático com dois diferentes diâmetros: 200 e 125 centímetros. Os resultados parecem indicar que, embora animais com lesões das células granulares não atinjam o nível de desempenho dos animais controle, a redução do tamanho do labirinto aquático possibilitou à esses animais encontrar o local crítico com maior eficiência. Este resultado parece particularmente importante para entender discrepâncias entre resultados descritos na literatura, uma vez que uma gama variável de labirintos aquáticos com diferentes dimensões são utilizados para estudar os processos de aprendizagem e memória espaciais. Ainda, foram realizadas avaliações de desempenho no labirinto aquático, de animais com lesões seletivas exclusivas das células entorrinais lateraisou lesões restritas às células entorrinais mediais. Essas lesões comprometeram o principal aporte de informações corticais para o GD e hipocampo, bem como a saída de informações processadas nessas regiões. Os resultados sugerem que, enquanto a porção lateral do córtex entorrinal não parece relevante para o desempenho de situações que requer localização espacial, comprometimento das porções mediais desse tecido, em conjunto com lesões das células do córtex pré-subicular, determinaram prejuízos sutis no desempenho da tarefa espacial. Os resultados parecem sugerir ainda que, os prejuízos comportamentais determinados pela lesão dessas regiões podem ser minimizados quando um grande intervalo de tempo é imposto entre a lesão e o treino na tarefa comportamental. Este último resultado sugere que pode haver recuperação funcional quando lesões seletivas e incompletas são impostas ao ) CEM e córtex perirrinal. No conjunto, estes resultados parecem evidenciar a relevância das células granulares do GD tanto para aquisição, quanto para o desempenho de tarefas espaciais, no momento de sua execução. Estes prejuízos foram observados tanto em procedimentos para avaliar a integridade da memória de referência quanto para avaliar memória operacional. Ainda, nossos resultados parecem sugerir que o aporte de informações pelas porções mediais do CE, muitas das quais se originam do córtex pré-subicular, seriam mais relevantes para o desempenho de tarefas espaciais do que o aportesensorial que se origina em células do córtex entorrinal lateral
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.09.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000020118D-874
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Andrea Maria Garrido dos; XAVIER, Gilberto Fernando. Envolvimento do giro denteado e córtex entorrinal medial, mas não do córtex entorrinal lateral, com o processamento de informações de natureza espacial. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Santos, A. M. G. dos, & Xavier, G. F. (2001). Envolvimento do giro denteado e córtex entorrinal medial, mas não do córtex entorrinal lateral, com o processamento de informações de natureza espacial. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Santos AMG dos, Xavier GF. Envolvimento do giro denteado e córtex entorrinal medial, mas não do córtex entorrinal lateral, com o processamento de informações de natureza espacial. 2001 ;
    • Vancouver

      Santos AMG dos, Xavier GF. Envolvimento do giro denteado e córtex entorrinal medial, mas não do córtex entorrinal lateral, com o processamento de informações de natureza espacial. 2001 ;