Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação e análise das distâncias biológicas do periodonto mediante nova metodologia (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MENDONÇA, JOSÉ ALFREDO GOMES DE - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Subjects: PERIODONTIA; PERIODONTO; DOENÇAS PERIODONTAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A multifatoriedade da causa da doença periodontal dificulta sobremaneira o diagnóstico, prognóstico e plano de tratamento. Com o desenvolvimento da biotecnologia dos materiais, acreditamos que a solução para o tratamento das sequelas da doença periodontal esteja próxima de um desfecho favorável ao clínico e ao paciente. Os métodos de controle da doença periodontal ainda são limitados e o surgimento de equipamentos de alta sensibilidade se faz necessário para viabilizar a detecção prévia da perda de inserção. Os parâmetros das distâncias biológicas preconizadas por Gargiulo e colaboradores, atualmente ditam os protocolos dos procedimentos protéticos, estéticos, cirúrgicos e de manutenção dos pacientes periodontalmente tratados, com a finalidade de garantir a homeostasia dos periodontos de sustentação e proteção. Foram realizados por um único operador 396 medidas em 66 dentes adjacentes de 32 pacientes que se submeteriam à tratamento de fixação de implantes osseointegrados, sem distinção de raça ou sexo, com idade compreendida entre 15 e 68 anos, 13 do sexo masculino e 19 do sexo feminino, 4 fumantes e 28 não fumantes. O objetivo da investigação foi analisar a espessura dos tecidos moles com o uso do equipamento SDM - (técnica não invasiva), correlacionando-o com parâmetros já conhecidos para análise das distâncias biológicas como: profundidade de sondagem clínica manual, espessura da crista óssea, distância da margem gengival até o nível ósseo e índice dicotômicode sangramento à sondagem, na tentativa de determinar uma correlação mais acurada entre os parâmetros já conhecidos das distâncias biológicas dos periodontos de proteção e sustentação. Pelos resultados obtidos, concluiu-se neste trabalho que uma crista óssea fina suporta tecido com conteúdo de colágeno mais frágil e condição homeostática pior; a distância da margem gengival à crista óssea apresentou uma média ligeiramente inferior a 2.73mm encontrada ) por GARGIULO e colaboradores13, ficando na casa dos 2,507mm; as distâncias biológicas nos dentes anteriores são maiores do que nos dentes posteriores; a largura da mucosa ceratinizada é maior nos incisivos e caninos em relação a pré-molares e molares. Existem fortes correlações entre: a profundidade de sondagem e a espessura da mucosa ceratinizada; a profundidade de sondagem e a distância da margem gengival até a crista óssea; a largura e a espessura da mucosa ceratinizada; a profundidade de sondagem (PS) e a distância da margem gengival à crista óssea para os incisivos e caninos. Nos sítios com espessura óssea normal existe uma forte correlação entre a profundidade de sondagem e a distância da margem gengival-crista óssea, assim como entre a largura da mucosa ceratinizada e distância da margem gengival-crista óssea. Nos sítios com espessura óssea grossa, quanto maior a profundidade de sondagem, maior a espessura da mucosa ceratinizada.Quando o índice gengival=0, a espessura da mucosa ceratinizadaapresenta também uma forte correlação com a profundidade de sondagem e com a largura da mucosa ceratinizada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.04.2001
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600012420M523a
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MENDONÇA, José Alfredo Gomes de; PASSANEZI, Euloir. Avaliação e análise das distâncias biológicas do periodonto mediante nova metodologia. 2001.Universidade de São Paulo, Bauru, 2001. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25137/tde-15032005-105759/ >.
    • APA

      Mendonça, J. A. G. de, & Passanezi, E. (2001). Avaliação e análise das distâncias biológicas do periodonto mediante nova metodologia. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25137/tde-15032005-105759/
    • NLM

      Mendonça JAG de, Passanezi E. Avaliação e análise das distâncias biológicas do periodonto mediante nova metodologia [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25137/tde-15032005-105759/
    • Vancouver

      Mendonça JAG de, Passanezi E. Avaliação e análise das distâncias biológicas do periodonto mediante nova metodologia [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25137/tde-15032005-105759/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: