Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Imunidade humoral e resistência à reinfecção em cães inoculados experimentalmente com Babesia canis (Starcovici, 1893) (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BRANDÃO, LEONARDO PINTO - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: CÃES; DOENÇAS; INFECÇÃO EXPERIMENTAL ANIMAL; FORMAÇÃO DE ANTICORPOS
  • Language: Português
  • Abstract: A imunidade de presença desenvolvida em animais infectados pela Babesia canis torna-os mais resistentes contra infecções futuras. Assim, a esterilização da infecção pelo uso do dipropionato de imidocarb pode tornar os cães susceptíveis à reinfecção num curto intervalo de tempo. Dez cães, machos e fêmeas, de 5 a 6 meses de idade, foram inoculados experimentalmente com Babesia canis sendo a metade deles tratada no '15 GRAUS' e no '27 GRAUS' dia pós-inoculação com o dipropionato de imidocarb (7 mg/KG) e os demais apenas acompanhados clinicamente. Todos os animais foram submetidos e exames clínicos e laboratoriais (hemograma, contagem de plaquetas e determinação da concentração sérica de anticorpos específicos, por meio da técnica de imunofluorescência indireta) periódicos, durante um período de seis meses. A soroconversão ocorreu ao redor do sétimo dia pós-inoculação e os títulos de anticorpos mantiveram-se elevados (1:2560) durante todo o período de experimento no grupo de animais não tratados, diferindo estatisticamente (p<0,001) dos animais tratados que apresentaram declínio dos títulos de anticorpos a partir do '34 GRAUS' dias pós-infecção. Após a reinfecção com cepa homóloga, seis meses depois, apenas os animais tratados demonstraram parasitemia e ainda, trombocitopenia e esplenomegalia mais acentuadas (P<0,05) quando comparados com o grupo de animais não tratados. O tratamento esterilizante com o uso do dipropionato de imidocarb é efetivo naeliminação do hemoparasito, porém, impede a manutenção de títulos protetores de anticorpos específicos, tornando os animais mais susceptíveis à reinfecção
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.10.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300001182T.1019 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRANDÃO, Leonardo Pinto; HAGIWARA, Mitika Kuribayashi. Imunidade humoral e resistência à reinfecção em cães inoculados experimentalmente com Babesia canis (Starcovici, 1893). 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Brandão, L. P., & Hagiwara, M. K. (2001). Imunidade humoral e resistência à reinfecção em cães inoculados experimentalmente com Babesia canis (Starcovici, 1893). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Brandão LP, Hagiwara MK. Imunidade humoral e resistência à reinfecção em cães inoculados experimentalmente com Babesia canis (Starcovici, 1893). 2001 ;
    • Vancouver

      Brandão LP, Hagiwara MK. Imunidade humoral e resistência à reinfecção em cães inoculados experimentalmente com Babesia canis (Starcovici, 1893). 2001 ;