Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos da velocidade de rebaixamento do nível freático na produtividade da soja (Glycine max (L.) Merrill) e da ervilha (Pisum sativum L.) (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SÁ, JOCELITO SACCOL DE - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LER
  • Subjects: DRENAGEM AGRÍCOLA; ERVILHA; FISIOLOGIA VEGETAL; LENÇÓIS FREÁTICOS; SOJA
  • Language: Português
  • Abstract: No Brasil, os solos hidromórficos são basicamente utilizados no cultivo de arroz, principalmente na região Sul do Brasil. O plantio de outras culturas em substituição ao arroz, pode ser uma alternativa viável para a melhor exploração destes solos durante o inverno e no pousio da área. O presente trabalho foi realizado em casa de vegetação do Departamento de Engenharia Rural da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" em Piracicaba, SP, tendo como objetivos avaliar os efeitos do rebaixamento do nível freático no desenvolvimento e na produtividade de plantas de soja, cv. BR-16 e de ervilha, cv. Axé, pelos parâmetros produtivos: altura e massa seca da parte aérea da planta, número de vagens e de grãos produzidos e peso total de grãos por planta; determinar o estádio de desenvolvimento das culturas mais sensível ao excesso de umidade no solo e determinar a velocidade de rebaixamento do nível freático mais adequada ao desenvolvimento das plantas de soja e de ervilha, dentro das condições experimentais propostas. As plantas foram conduzidas em lisímetros construídos em tubos de concreto preenchidos com Latossolo Vermelho-Amarelo Álico. Os ensaios foram realizados nos estádios vegetativo e reprodutivo das culturas, com o rebaixamento do nível freático (NF) em 10, 20, 30, 40 e 60 cm por dia e comparando-se com um tratamento de controle, somente irrigado. O delineamento experimental adotado foi inteiramente casualizado, arranjado em esquema fatorial [(2x5)+1],com 4 repetições. Os efeitos do rebaixamento do NF foram observados na massa seca da parte aérea das plantas, número de vagens, número de grãos por planta e peso de grãos em soja e ervilha, em comparação com as plantas testemunhas. O peso de grãos de soja produzidos em plantas inundadas durante o estádio reprodutivo, foi 3% maior do que verificado na testemunha, indicando que certos períodos de inundação podem aumentar o peso de grãos. Já as plantas ) de soja inundadas no estádio vegetativo apresentaram reduções significativas de 37% do peso do grão, demonstrando maior susceptibilidade à inundação neste estádio. Foram observadas reduções no peso de grãos de ervilha em ambos os estádios, sendo o reprodutivo o mais afetado (52%). Os efeitos causados pela inundação do solo, observados no número de vagens e de grãos produzidos pelas plantas de soja e de ervilha foram proporcionais ao tempo em que as raízes permaneceram submersas e variaram com a cultura e com estádio de desenvolvimento da planta. Acredita-se que velocidades de rebaixamento do NF superiores a 30 cm por dia são capazes de promover uma adequada aeração do solo, situação observada na rápida recuperação das plantas de soja inundadas no estádio vegetativo e submetidas ao rebaixamento do NF em 30 cm por dia e também no aumento da taxa de transpiração das plantas de ervilha submetidas à inundação do solo no estádio vegetativo e reprodutivo, após o rebaixamento de 30 cm do NF. O maior prejuízo àprodutividade das culturas foi causado pela velocidade de rebaixamento do NF em 10 e 20 cm de profundidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.01.2002
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500022265t631.6 S111e ex.2 78812
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SÁ, Jocelito Saccol de; CRUCIANI, Décio Eugênio. Efeitos da velocidade de rebaixamento do nível freático na produtividade da soja (Glycine max (L.) Merrill) e da ervilha (Pisum sativum L.). 2002.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-22052002-160222/ >.
    • APA

      Sá, J. S. de, & Cruciani, D. E. (2002). Efeitos da velocidade de rebaixamento do nível freático na produtividade da soja (Glycine max (L.) Merrill) e da ervilha (Pisum sativum L.). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-22052002-160222/
    • NLM

      Sá JS de, Cruciani DE. Efeitos da velocidade de rebaixamento do nível freático na produtividade da soja (Glycine max (L.) Merrill) e da ervilha (Pisum sativum L.) [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-22052002-160222/
    • Vancouver

      Sá JS de, Cruciani DE. Efeitos da velocidade de rebaixamento do nível freático na produtividade da soja (Glycine max (L.) Merrill) e da ervilha (Pisum sativum L.) [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-22052002-160222/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: