Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Qualidade de vida de pessoas com úlceras venosas crônicas (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: YAMADA, BEATRIZ FARIAS ALVES - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENC
  • Subjects: ENFERMAGEM EM ESTOMATERAPIA; QUALIDADE DE VIDA; FERIMENTOS E LESÕES
  • Language: Português
  • Abstract: A escassez de estudos específicos acerca da Qualidade de Vida (QV) de pessoas com Úlceras Venosas Crônicas (UVC) motivou-nos a realizar este estudo, que objetivou: verificar as propriedades psicométricas do Índice de Qualidade de Vida de Ferrans e Powers (IQVFP); descrever as características sócio-demográficas (CSD) e às das úlceras venosas (CUVC); analisar os escores de QV segundo às CSD e as CUVC. O estudo é descritivo, exploratório, correlacional, de campo e transversal, realizado através de entrevistas junto a 89 pessoas com UVC em 3 ambulatórios públicos, utilizando-se a versão genérica do IQVFP. Este instrumento é compsoto por 68 itens e dividido em 4 domínios: Saúde/Funcionamento (DSF), Sócio-Econômico (DSE), Psicológico/Espiritual (DPE) e Família (Dfa). Atestou-se ao IQVFP a confiabilidade - alfa de 0,09 no IQV Total; a validade concorrente e a validade discriminante. No entanto, nesta última apenas para o IQV Total (p=0,029 e DSF )p=0,005). Houve predomínio de: mulheres (68,54%); idade média de 53,44 anos; católicos (65,86%), profissões que exigem ortostatismo anterior e posteriomente à UVC (90,36% e 89,78%) respectivamente. A respeito das CUVC constatou-se: média de 1,54 úlceras, 71,95% da amostra tiveram novas UVC após a primeira ulceração; 67,045% têm a ferida há menos de 5 anos e com 69,74% está com UVC atual localizadas na perna esquerda. Acerca da QV obteve-se: escore médio de 22,27% (DP= 5,05) para o IQVT e correlação dosdomínios com o IQVT. Não houve correlação entre a idade, número de filhos, número de úlceras, tempo de ocorrência da primeira UVC e tempo com a UVC atual e os DSF, DSE e o IQVT. Houve correlação: negativa entre o DPE e número de UVC (r=-0,19) e entre o DFa e tempo com a UVC atual (r=-0,19); positiva entre o IQVT e seus domínios e os católicos, não confirmados na comparação para o DSF; positiva entre os DSF, DPE, DFa e o IQVT e ortostatismo antes da primeira UVC, confirmada na ) comparação nos DSF e DFa. Os pacientes sem companheiros tiveram melhor QV no DFa, evidenciado na correlação (r=-0,28; p=0,004) e comparação (p< 0,006) Em conclusão, constatou-se: o IQVFP é adequado para a população alvo; pessoas com baixo nível sócio-econômico e educacional e com boa qualidade de vida
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.10.2001
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200006045T2004
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      YAMADA, Beatriz Farias Alves; SANTOS, Vera Lúcia Conceição de Gouveia. Qualidade de vida de pessoas com úlceras venosas crônicas. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7138/tde-16022007-113552/ >.
    • APA

      Yamada, B. F. A., & Santos, V. L. C. de G. (2001). Qualidade de vida de pessoas com úlceras venosas crônicas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7138/tde-16022007-113552/
    • NLM

      Yamada BFA, Santos VLC de G. Qualidade de vida de pessoas com úlceras venosas crônicas [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7138/tde-16022007-113552/
    • Vancouver

      Yamada BFA, Santos VLC de G. Qualidade de vida de pessoas com úlceras venosas crônicas [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7138/tde-16022007-113552/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: