Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo da eficácia da remoção de placa bacteriana e da contaminação de dois tipos de escovas dentais em crianças de 30 a 36 meses de idade (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BERGAMASCO, GLENDA NAHÁS - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODO
  • Subjects: ESCOVA DE DENTE (EFICIÊNCIA); ESCOVAÇÃO DENTÁRIA; ÍNDICE DE PLACA BACTERIANA (REMOÇÃO); ODONTOPEDIATRIA
  • Language: Português
  • Abstract: No presente estudo, foi avaliada a eficácia na remoção de placa bacteriana de dois tipos de escovas dentais uma convencional, a Dental Prev Baby e outra monobloco, a Científica Baby que é produzida por uma única injeção de material termoplástico. Foram estudadas 30 crianças, com 30 a 36 meses de idade, com todos os dentes decíduos irrompidos e hígidos. A placa bacteriana foi evidenciada com o corante Plaque-Test (Vivadent) que é visível apenas com a luz do fotopolimerizador. O índice de placa utilizado antes e após a escovação foi o PHP (Podshadley & Haley, 1968) avaliando-se as superfícies vestibulares de todos os dentes decíduos. Os hemiarcos foram higienizados de forma cruzada, proporcionando a escovação de um hemiarco superior e um inferior com as duas escovas na mesma sessão. A posição de escovação adotada foi "joelho a joelho", sendo os escores para o cálculo do índice marcados por um anotador. Para a remoção de placa bacteriana as crianças foram avaliadas em duas sessões diferentes, numa sessão a escovação foi realizada pelo responsável da criança e em outra pela odontopediatra, utilizando a técnica de Fones. Uma terceira sessão para a escovação foi necessária, sendo realizada pela odontopediatra mas, sem o uso do evidenciador de placa para a coleta do material para análise microbiológica das escovas. Observou-se que não houve diferença estatisticamente significante na remoção de placa bacteriana entre as escovas convencional (Dental Prev Baby) e monoblocopara crianças com pouca idade (Científica Baby) sendo que ambas apresentaram eficácia similar durante a higienização. O profissional conseguiu remover mais placa bacteriana do que o responsável pela criança, demonstrando a necessidade de treinamento e uso de técnica de escovação correta para a obtenção de melhores resultados. A escova Científica Baby acumulou menos Estreptococos do grupo mutans do que a Dental Prev Baby (p < 0,01). ) Não houve diferença estatisticamente significante entre as duas escovas quanto ao número total de microrganismos viáveis, aos estreptococos orais e leveduras. Esses resultados evidenciam a necessidade de acondicionar as escovas em embalagens individuais após a lavagem e secagem em creches dificultando assim, a disseminação de patógenos veiculados pela saliva
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.02.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500016232CRFO128
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERGAMASCO, Glenda Nahás; RODRIGUES, Célia Regina Martins Delgado. Estudo da eficácia da remoção de placa bacteriana e da contaminação de dois tipos de escovas dentais em crianças de 30 a 36 meses de idade. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Bergamasco, G. N., & Rodrigues, C. R. M. D. (2002). Estudo da eficácia da remoção de placa bacteriana e da contaminação de dois tipos de escovas dentais em crianças de 30 a 36 meses de idade. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Bergamasco GN, Rodrigues CRMD. Estudo da eficácia da remoção de placa bacteriana e da contaminação de dois tipos de escovas dentais em crianças de 30 a 36 meses de idade. 2002 ;
    • Vancouver

      Bergamasco GN, Rodrigues CRMD. Estudo da eficácia da remoção de placa bacteriana e da contaminação de dois tipos de escovas dentais em crianças de 30 a 36 meses de idade. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: