Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Sistemas agroflorestais para recuperação de matas ciliares em Piracicaba, SP (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, PATRÍCIA PEREIRA VAZ DA - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: AGROSSILVICULTURA; FLORESTAS; MATAS CILIARES; PROTEÇÃO AMBIENTAL; RESERVAS FLORESTAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A necessidade de recuperação de áreas ciliares degradadas tem subsídio na legislação, porém, o uso de sistemas agroflorestais para esse fim não é permitido. O objetivo desse trabalho é comparar a capacidade de recuperação de dois sistemas agroflorestais e de um plantio florestal com espécies arbóreas nativas, também avaliando as diferenças de custos de implantação e manejo. A pesquisa foi realizada no Estado de São Paulo, município de Piracicaba, às margens do Rio Corumbataí, na propriedade da Usina Costa Pinto, onde o cultivo de cana-de-açúcar ocupa a maior parte do uso do solo. Os tratamentos foram: (1) testemunha; (2) sistema florestal, com 10 espécies arbóreas nativas; (3) sistema agroflorestal simples, com as mesmas arbóreas nativas, guandu e feijão-de-porco como adubo verde; (4) sistema agroflorestal complexo, com diversas espécies frutíferas, girassol e capim napier, além das mesmas arbóreas nativas e das duas leguminosas. Os fatores mensurados foram: altura e diâmetro à altura do colo das arbóreas nativas, custos, liberação de CO2 do solo, biomassa microbiana e fertilidade do solo. O SAF simples apresentou as maiores alturas médias, com um aumento de 36% em relação ao sistema florestal. O SAF complexo apresentou resultados intermediários, com altura média 10% superior à do sistema florestal. Separando as espécies em pioneiras e não pioneiras, as primeiras não apresentaram diferença entre os tratamentos, tendo as não pioneiras crescido cerca de 35%melhor no SAF simples. Supõe-se que as leguminosas tenham cumprido a função de pioneiras, melhorando o ambiente e propiciando o melhor crescimento das não pioneiras. A média do diâmetro de todas as espécies para cada tratamento apresentou diferença entre o SAF simples (51% maior) e o SAF complexo, sendo ambos semelhantes ao sistema florestal, que foi intermediário. Entre pioneiras e não pioneiras, as diferenças foram semelhantes, sendo o SAF simples ) 67% superior ao SAF complexo, entre as pioneiras, e 33% superior entre as não pioneiras. As análises de solo, tanto de biomassa microbiana, liberação de CO2 ou de fertilidade, não mostraram diferenças entre os tratamentos. Numa estimativa com base nas modificações sugeridas a partir dos dados do experimento, o SAF simples pode ter um custo 16% inferior ao do sistema florestal, principalmente devido à redução da necessidade de manutenção do sistema. O SAF complexo apresentou o maior custo dos três tratamentos, pois, além da grande demanda de mão-de-obra, o sistema encontra-se fora dos padrões legais para venda de sementes. O estudo da heterogeneidade do ambiente reforça a necessidade do uso de métodos de implantação e de manejos diferentes para cada situação encontrada e permitiu inter-relacionar os blocos quanto à degradação, com base nas médias dos blocos, para todos os parâmetros avaliados. Seguindo critérios semelhantes, as espécies arbóreas nativas também foram ordenadas segundo a sucessão, de acordo com ateoria de Götsch: Sangra d'água, Embaúba, Cordia, Mutambo, Pau Viola, Tamboril, Trema, Canafístula, Aroeira, Canelinha. Em condições de grande fragmentação da matriz florestal e forte domínio de gramíneas, o uso de sistemas agroflorestais na recuperação de matas ciliares pode trazer efeitos positivos ao crescimento das árvores nativas e redução no custo de implantação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.04.2002
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500022411t634.99 V393s ex.2 79247
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VAZ DA SILVA, Patricia Pereira; VIANA, Virgílio Maurício. Sistemas agroflorestais para recuperação de matas ciliares em Piracicaba, SP. 2002.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11142/tde-17092002-135029/ >.
    • APA

      Vaz da Silva, P. P., & Viana, V. M. (2002). Sistemas agroflorestais para recuperação de matas ciliares em Piracicaba, SP. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11142/tde-17092002-135029/
    • NLM

      Vaz da Silva PP, Viana VM. Sistemas agroflorestais para recuperação de matas ciliares em Piracicaba, SP [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11142/tde-17092002-135029/
    • Vancouver

      Vaz da Silva PP, Viana VM. Sistemas agroflorestais para recuperação de matas ciliares em Piracicaba, SP [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11142/tde-17092002-135029/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: