Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo micromorfológico da interface entre um sistema adesivo de frasco único e a superfície desproteinizada da dentina de dentes decíduos (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SALIM, DANIELA ARANALDE - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODO
  • Subjects: DENTE DECÍDUO; ADESIVOS DENTINÁRIOS; DENTINA
  • Language: Português
  • Abstract: Muitos autores têm relatado a penetração incompleta do adesivo no interior da rede de colágeno exposta pelo condicionamento ácido, o que resultaria em uma camada híbrida enfraquecida. Conseqüentemente, tem sido formulada a hipótese de que essa rede de colágeno seria desnecessária para a adesão à dentina. O hipoclorito de sódio (NaOCl) foi o agente desproteinizador mais comumente usado em trabalhos prévios com dentes permanentes. Contudo, não há trabalhos semelhantes disponíveis em dentes decíduos. A interface entre a superfície desproteinizada da dentina decídua a um sistema adesivo de frasco único a base de água/etanol, sem monômeros ácidos (Single Bond, SB), foi avaliada através da MEV. Os discos de dentina foram obtidos a partir de 30 dentes decíduos; dois desses discos serviram, inicialmente, para a padronização do tempo de aplicação do NaOCl. Vinte a oito discos foram divididos em dois grupos e tratados da seguinte maneira: grupo controle (GC), ácido fosfórico a 35% por 15 segundos; grupo tratado/desproteinização (GT), ácido fosfórico a 35% por 15 segundos + NaOCl a 10% por 3 minutos. Na seqüência, em todos os discos foi aplicado o adesivo Single Bond e a resina Z100 (3M), seguindo as recomendações do fabricante. Dezoito discos de dentina/resina, 9 de cada grupo, foram fraturados e processados para avaliação em MEV. Além disso, 30 palitos obtidos a partir de 10 discos, 5 de cada grupo, foram submetidos ao teste de microtração, cujos dados foram analisados como teste t de Student. )A avaliação na MEV dos espécimes do GC mostrou uma típica camada híbrida e a presença de numerosos "tags" com pequenos "microtags". Os espécimes do GT, embora não tenham apresentado camada híbrida, também exibiram vários "tags"; contudo, os "microtags" estiveram em menor número que nas amostras do GC. Algumas áreas entre os "tags" apresentaram certas irregularidades, as quais pareceram ser fibrilas colágenas mineralizadas incorporadas no adesivo. As amostras do GC mostraram uma resistência de união mais alta (26,84MPa) a estatisticamente significante (p<0,01) que as do GT (17,56MPa). Os resultados sugerem que, embora alguma interação química pareça ocorrer entre o colágeno mineralizado da dentina e o adesivo utilizado, a desproteinização da superfície de dentina decídua provocou um efeito adverso que influenciou na adesão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.12.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500008293T3.148
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SALIM, Daniela Aranalde; ARANHA CHAVES, Victor Elias. Estudo micromorfológico da interface entre um sistema adesivo de frasco único e a superfície desproteinizada da dentina de dentes decíduos. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Salim, D. A., & Aranha Chaves, V. E. (2001). Estudo micromorfológico da interface entre um sistema adesivo de frasco único e a superfície desproteinizada da dentina de dentes decíduos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Salim DA, Aranha Chaves VE. Estudo micromorfológico da interface entre um sistema adesivo de frasco único e a superfície desproteinizada da dentina de dentes decíduos. 2001 ;
    • Vancouver

      Salim DA, Aranha Chaves VE. Estudo micromorfológico da interface entre um sistema adesivo de frasco único e a superfície desproteinizada da dentina de dentes decíduos. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: