Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A participação popular nas comissões locais de saúde: mostrando vidas, contando lutas (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FREDERICO, PRISCILA - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: ENFERMAGEM EM SAÚDE PÚBLICA
  • Language: Português
  • Abstract: Na atualidade vivenciamos a intensificação do debate sobre direito, democracia e participação popular onde um aspecto nuclear é a reativação dos movimentos sociais por saúde com conseqüente revalorização dos processos de construção da cidadania e autonomia. Este estudo teve como objetivos identificar e caracterizar as Comissões Locais de Saúde no município de Ribeirão Preto, São Paulo, com relação à conformação, funcionamento e participação e analisar a participação popular nessas Comissões, buscando visualizar a existência de limites e de oportunidades a serem exploradas. Para desenvolver o estudo utilizamos a abordagem qualitativa de pesquisa, com o levantamento documental, a entrevista e a observação parlicipante como métodos de coleta de dados. A análise aproximativa da participação popular nas Comissões Locais de Saúde trouxe-nos à análise introdutória da Teoria da Ação Comunicativa de Habermas que nos apresenta o paradigma da comunicação, fundamentado em processos de comunicação intersubjetiva com vistas ao entendimento e ao diálogo. A análise interpretativa da participação popular nas Comissões nos mostrou um movimento social que não pode jamais ser analisado sem perder de vista o macrocontexto histórico e político onde está inserido e o micro-contexto dos sujeitos participantes pois reflete todas as relações contraditórias do Estado brasileiro com a sociedade, ainda muito marcadas por interações autoritárias, paternalistas, normalizadoras e poucosolidárias, herança histórico-cultural de séculos de escravidão e ditadura militar. Reflete também uma mentalidade capitalista-neoliberal que enfatiza o individualismo exacerbado e acentua as desigualdades e exclusões sociais e econômicas, contrapondo-se à democratização e contribuindo para compor um quadro desfavorável a participação popular e ao fortalecimento das polítícas na áreas sociais, fazendo com que se identifique uma crise dos ) movimentos sociais na área da saúde. Buscando aplicar o referencial teórico de Habermas construímos duas categorias analíticas interações sistêmicas e interações solidárias que nos permitiram mostrar a participação popular como um fenômeno social e histórico marcado por muitas lutas desgatantes, tais como: luta para existir e sobreviver, luta por espaços, luta por reconhecimento e valorização, luta por aprendizagem e acesso à informação, entre outras, que, muitas vezes, faziam os sujeitos se sentirem indignados, desanimados e desacreditados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.12.2001

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200006352T2102
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FREDERICO, Priscila; ALMEIDA, Maria Cecília Puntel de. A participação popular nas comissões locais de saúde: mostrando vidas, contando lutas. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Frederico, P., & Almeida, M. C. P. de. (2001). A participação popular nas comissões locais de saúde: mostrando vidas, contando lutas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Frederico P, Almeida MCP de. A participação popular nas comissões locais de saúde: mostrando vidas, contando lutas. 2001 ;
    • Vancouver

      Frederico P, Almeida MCP de. A participação popular nas comissões locais de saúde: mostrando vidas, contando lutas. 2001 ;