Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Utilização de basidiomicetos nativos na remoção de corantes em efluentes da indústria têxtil (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GUGLIOTTA, ADRIANA DE MELLO - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: FUNGOS; TRATAMENTO DE ÁGUA
  • Language: Português
  • Abstract: A possibilidade de utilização de fungos basidiomicetos nativos para tratamento do efluente têxtil proveniente de uma indústria localizada no estado de São Paulo, município de Americana, na Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba, foi avaliada, visando a remoção da cor e a diminuição da toxicidade do efluente têxtil. A pré-seleção baseou-se na taxa de crescimento e capacidade de descolorir o corante Indigo Carmine em meio sólido extrato de malte acrescido com o corante. Todas as linhagens foram capazes de crescer neste meio de cultura, sendo que, das 30 linhagens avaliadas, 28 (93,3%) foram capazes de descolorir o corante. Apenas as linhagens Pycnoporus sanguineus CCB277 e Hydnopolyporus fimbriatus CCB289 não formaram halo de descoloração no período de 14 dias. Diferenças fisiológicas foram observadas entre linhagens da mesma espécie, como em Lentinus crinitus, Pycnoporus sanguineus e Trametes villosa. Foram selecionadas as linhagens que apresentaram maior halo de descoloração associado à maior taxa de extensão micelial: Hygrocybe sp. CCB342, Panaeolus papilionaceus CCB187, Psilocybe castanella CCB444, Stereum ostrea CCB267, Trametes villosa CCB165 e CCB291, que foram, posteriormente, avaliadas quanto à tolerância à toxicidade do efluente. Um pré-experimento para padronização do inóculo líquido, aonde foram estabelecidas as melhores condições para produção e homogeneização da suspensão micelial a ser utilizada como inóculo nos testes de tolerância àtoxicidade e descoloração do efluente foi realizado. A tolerância à toxicidade foi avaliada através da porcentagem de inibição do crescimento das linhagens em meio de cultura líquido BD mais efluente (1:1) em relação ao crescimento em meio BD sem efluente. Três linhagens foram selecionadas e avaliadas quanto à capacidade de descolorir o efluente. P. papilionaceus CCB187, T. villosa CCB165 e Hygrocybe sp. CCB342, removeram a cor do efluente em 75,32%, 87,82% e 92,89%, ) respectivamente, em 31 dias por dois processos: adsorção pelo micélio e degradação. Um segundo experimento para determinação da influência da biomassa inicial na taxa de descoloração, utilizando as duas linhagens que apresentaram maior taxa de remoção da cor, foi realizado. T. villosa CCB165 e Hygrocybe sp. CCB342 foram inoculados em meio líquido BD mais efluente têxtil (1:1), utilizando-se dois tipos de inóculo: inóculo líquido padronizado (alíquota de 5mL de suspensão micelial homogeneizada) e biomassa já crescida em forma de "pellets". A descoloração foi mais rápida em culturas inoculadas com a biomassa já crescida. Não foram observadas diferenças significativas na taxa de descoloração em relação à biomassa inicial. Nas duas situações avaliadas foram observadas significativas taxas de remoção da cor. Foram realizados testes de toxicidade aguda pelo sistema MICROTOX e mutagenicidade pelo Teste de Ames do efluente tratado pelos fungos selecionados, sendo que T. villosa e Hygrocybe sp. foram capazesde reduzir a toxicidade sem a formação de compostos mutagênicos. Os resultados obtidos confirmam o grande potencial de aplicação destas espécies e revelam, no entanto, que são necessários maiores estudos para determinação das condições ótimas para a otimização do processo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.03.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000021196D-906
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUGLIOTTA, Adriana de Mello; BONONI, Vera Lúcia Ramos. Utilização de basidiomicetos nativos na remoção de corantes em efluentes da indústria têxtil. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Gugliotta, A. de M., & Bononi, V. L. R. (2002). Utilização de basidiomicetos nativos na remoção de corantes em efluentes da indústria têxtil. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Gugliotta A de M, Bononi VLR. Utilização de basidiomicetos nativos na remoção de corantes em efluentes da indústria têxtil. 2002 ;
    • Vancouver

      Gugliotta A de M, Bononi VLR. Utilização de basidiomicetos nativos na remoção de corantes em efluentes da indústria têxtil. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: