Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo da incorporação de urânio em ossos de ratos WISTAR e cães BEAGLE, utilizando técnicas nucleares (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GUEVARA, MARIA VICTORIA MANSO - IF
  • USP Schools: IF
  • Sigla do Departamento: FEP
  • Subjects: FÍSICA NUCLEAR; FÍSICA NUCLEAR (TÉCNICAS ATÔMICAS E NUCLEARES); URÂNIO (TÉCNICAS ATÔMICAS E NUCLEARES)
  • Language: Português
  • Abstract: Grupos de ratos Wistar e cães Beagle foram submetidos a dietas com dopagem de urânio, iniciando-se no desmame do animal e prolongando-se até sua maturidade. O conteúdo de urânio em ossos foi determinado por duas ténicas nucleares: nêutron-fissão e análise por ativação neutrônica, obtendo-se microdistribuição e conteúdos totais, respectivamente. O conteúdo total de U em ossos de ratos, em função da quantidade ingerida (medida em ppm de U na ração), exigiu um comportamento tendendo à saturação para doses de urânio na vizinhança de 20 ppm, sendo verificado também ser este o limiar toxicológico do U em ratos. Observou-se uma alteração do regime de saturação para outro, linear crescente, em dosagens superiores a 20 ppm. Esta ocorrência fo discutida em termos de uma provável falência renal de origem toxicológica. A microdistribuição de U em seções transversais do colo femoral de Beagles mostrou que, contrariamente ao que ocorre em situações de ingestão aguda e única, esse radionuclídeo distribui-se igualmente tanto no córtex quanto na medula óssea. Vários "hot spots" de U foram observados na região próxima ao endósteo. Foi desenvolvido um modelo biocinético para descrever a acumulação do U em função do tempo, e esse modelo foi validado vis-a-vis dados obtidos neste trabalho com ossos de Beagles. Com isso obteve-se, por extrapolação, que a saturação óssea de U ocorreria num período igual ou superior a 8 anos. Doses internas e microdoses foram acumuladas para a região damedula óssea, e as possíveis consequências radiobiológicas foram discutidas, tomando-se como exemplo ilustrativo a recente questão do urânio depletado disperso, via operações militares, nas regiões do Golfo Pérsico e Balcans
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.04.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IF30500035002539.7 M289e D Ex.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MANSO GUEVARA, Maria Victoria; ARRUDA NETO, João Dias de Toledo. Estudo da incorporação de urânio em ossos de ratos WISTAR e cães BEAGLE, utilizando técnicas nucleares. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Manso Guevara, M. V., & Arruda Neto, J. D. de T. (2002). Estudo da incorporação de urânio em ossos de ratos WISTAR e cães BEAGLE, utilizando técnicas nucleares. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Manso Guevara MV, Arruda Neto JD de T. Estudo da incorporação de urânio em ossos de ratos WISTAR e cães BEAGLE, utilizando técnicas nucleares. 2002 ;
    • Vancouver

      Manso Guevara MV, Arruda Neto JD de T. Estudo da incorporação de urânio em ossos de ratos WISTAR e cães BEAGLE, utilizando técnicas nucleares. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: