Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A paisagem na Baixada Santista: urbanização, transformação e conservação (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AFONSO, CINTIA MARIA - FAU
  • USP Schools: FAU
  • Subjects: PROTEÇÃO AMBIENTAL; PAISAGEM URBANA
  • Language: Português
  • Abstract: Muitas das regiões metropolitanas historicamente localizadas na costa brasileira convivem com importantes remanescentes de florestas tropicais. Na zona costeira do Estado de São Paulo esta condição é verificada pela presença da Mata Atlântica que recobre as escarpas da Serra do Mar e pelos ecossistemas associados de restinga e manguezal que convivem com a Região Metropolitana da Baixada Santista e com as extensas áreas de veraneio ali situadas graças à proximidade com a metrópole de São Paulo. Mas a permanência dessas florestas tem sido constantemente ameaçada pelo processo de urbanização, seja através da expansão das áreas urbanas seja através dos processos de poluição do solo, ar e água. Tomando como área de estudo a Região Metropolitana da Baixada Santista, a análise apresentada busca comprovar três pontos principais: 1) São processos de urbanização da Baixada Santista associados a diversos processos de degradação do sistema natural; 2) na construção da paisagem urbana regional repetem-se modelos consagrados nas grandes cidades brasileiras, funcionalmente eficientes mas que dificultam a identificação dos processos de degradação; 3) a repetição dos mesmos padrões urbanos faz com que a expansão urbana ocorra de forma descontínua, evitando as áreas íngremes e alagadiças e, desta forma, ainda permitindo a conservação do sistema natural regional. A análise desenvolve-se fundamentada nos conceitos de espaço, ambiente e paisagem, relacionando padrões urbanos eprocessos naturais para chegar à identificação do processo de transformação ambiental e paisagística regional e à desconsideração do sistema natural na expansão urbana. ) Também são estudados os processos de urbanização e degradação, identificando-se os problemas de degradação das áreas naturais relacionados com as atividades urbanas regionais. Por fim, analisam-se as possibilidades de conservação para chegar à constatação de que o sistema legal de proteção às áreas naturais é pouco eficaz na prática, mas que a presença de áreas conservadas ainda permite que seja constituído um sistema de conservação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.02.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FAU20200017037363.7 Af66p
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AFONSO, Cintia Maria; MACEDO, Silvio Soares. A paisagem na Baixada Santista: urbanização, transformação e conservação. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Afonso, C. M., & Macedo, S. S. (2002). A paisagem na Baixada Santista: urbanização, transformação e conservação. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Afonso CM, Macedo SS. A paisagem na Baixada Santista: urbanização, transformação e conservação. 2002 ;
    • Vancouver

      Afonso CM, Macedo SS. A paisagem na Baixada Santista: urbanização, transformação e conservação. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: