Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Clonagem, identificação e análise de genes de peptídeos tóxicos da cascavel sul americana, Crotalus durissus terrificus: implicações evolutivas e funcionais (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BAPTISTA, GANDHI RÁDIS - IQ
  • USP Schools: IQ
  • Sigla do Departamento: QBQ
  • Subjects: SERPENTES (ESTUDO); TOXINAS (ESTUDO); EXPRESSÃO GÊNICA; FARMACOLOGIA MOLECULAR
  • Language: Português
  • Abstract: O veneno de animais contem um arsenal de toxinas que desencadeia respostas fisiológicas e bioquímicas específicas. A crotamina, um peptídio catiônico (4,4 kDa, pl 9,5), é um dos componentes mais abundantes do veneno de cascavel Sul Americana (Crotalus durissus tertificus). No Brasil, há populações de C. d. terrificus que expressam ou não a crotamina no veneno. Em um único espécime de C d. terrificus crotamina-positivo, foram isolados cDNAs precursores de duas isófonas de crotamina, dentre as quais a crotamina Ile-19, presente somente no veneno de Cd. ruruima. Análise por Northem blot de RNA total e mensageiro de glândulas de Cd. terrificus crotamina-positivo e -negativo, indica que a expressão é defectiva em espécimes de cascavel crotamina-negativo. O gene da crotamina (Crt-pl) foi isolado e possui três éxons interrompidos por dois írtrons de diferentes fases e tamanhos. O éxon 1 codifica a totalidade do peptídio sinal; o éxon 11 codifica os três resíduos carboxi-tem-unais do peptídio suu-fi, bem como a maior parte da toxina madura; o terceiro exon codifica os resíduos terminais da toxina. Tentativa de identificar o pseudógeno da crotamina, que indicaria a ausência de transcritos na glândula de veneno, permitiu isolar um gene parálogo ao da crotamina, isto é o gene crotasin (Cts-p2). Esse gene apresenta a mesma organização estrutural do gene da cromatografia, contudo, o írtron 1 e cerca de 800 pares de base mais longo e o éxon 11 ehipermutado. Esse gene é expresso em diferentes tecidos de cascavel, majoritariamente no pâncreas, mas insignificantemente nas glândulas de veneno. Surpreendentemente, esse gene é também detectado no genoma de C. d. tertificus crotamina-positivo, sugerindo que o gene de crotamina é o produto de uma duplicação gênica, bem como da evolução acelerada que operou restritivamente ao éxon 11. Buscando as funções do produto desse gene nos tecidos de cascavel, por alinhamento ) de domínios protéicos e outras famílias de peptídios de vertebrados, duas categorias foram encontradas: peptídios catiônicos antibióticos ('beta'-defensinas) e domínios ricos em cisteína de receptores de fator de crescimento. Testes antibióticos indicam que o crotasin, a crotainina e oligopeptídios derivados sintéticos possuem certa atividade microbicida seletiva. Por outro lado, ensaios com células-tronco embrionárias de camundongo e crotamina de veneno mostram que a crotamina é citotóxica em concentrações milinolares, mas induz à diferenciação dos corpos embrionários, em concentrações micromolares. Esses achados demonstram a multi-funcionalidade de peptídios catiônicos, com três pontes de cisteína precisamente arranjadas, e decorrente da versatilidade dos domínios protéicos antipáticos, que permitem interação com a membrana plasmática, modulando canais iônicos e receptores celulares
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.02.2002
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CQ30100004760T 574.88 R129c
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAPTISTA, Gandhi Radis; RAW, Isaías. Clonagem, identificação e análise de genes de peptídeos tóxicos da cascavel sul americana, Crotalus durissus terrificus: implicações evolutivas e funcionais. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-02122015-124328/pt-br.php >.
    • APA

      Baptista, G. R., & Raw, I. (2002). Clonagem, identificação e análise de genes de peptídeos tóxicos da cascavel sul americana, Crotalus durissus terrificus: implicações evolutivas e funcionais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-02122015-124328/pt-br.php
    • NLM

      Baptista GR, Raw I. Clonagem, identificação e análise de genes de peptídeos tóxicos da cascavel sul americana, Crotalus durissus terrificus: implicações evolutivas e funcionais [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-02122015-124328/pt-br.php
    • Vancouver

      Baptista GR, Raw I. Clonagem, identificação e análise de genes de peptídeos tóxicos da cascavel sul americana, Crotalus durissus terrificus: implicações evolutivas e funcionais [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-02122015-124328/pt-br.php