Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Confresa: um exemplo da "reforma agrária" matogrossense degradação sócio-ambiental e propostas de controle em áreas de assentamentos (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARDOSO, ANA BRIGIDA FIGUEIREDO - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: REFORMA AGRÁRIA (CONDICÕES SOCIAIS); DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL; ASSENTAMENTOS HUMANOS
  • Language: Português
  • Abstract: Os Projetos de Assentamentos da Reforma Agrária implicam em interferências no meio natural como qualquer outro projeto implantado na área rural. Entre as ações mais comuns, do ponto de vista ambiental, estão os desmatamentos e as queimadas, que comprometem a biodiversidade, propiciam erosões, deterioram as águas e impõem uma péssima qualidade de vida às famílias assentadas. A sustentabilidade ambiental e econômica deve ser a base fundamental para a implantação de projetos de assentamentos, considerando que são destinados a fixar famílias, reduzir o êxodo rural, reduzir as pressões sobre as áreas urbanas e estimular a produção no campo. Devem ser apoiados em planos adequados de uso e manejo dos recursos naturais atrelados a um sistema de escoamento de produção eficaz no contexto sócio-econômico. Este trabalho procurou conhecer o processo histórico e as condições sócio-ambientais dos projetos de assentamentos de uma região da Amazônia Matogrossense, onde os índios, os latifúndios, os peões, os posseiros, a Igreja Católica e o INCRA foram os principais atores no processo de redefinição da estrutura fundiária.Essa grande região selecionada dentro do Estado de Mato Grosso foi o Norte Araguaia, onde se localizam 49 projetos de assentamentos. Confresa foi o município escolhido dentro da região, por apresentar mais de 70% de seu território ocupado por assentados ou posseiros, e mais de 90% de sua população direta ou indiretamente envolvida com os projetos de assentamento doINCRA. O Projeto de Assentamento Cantagalo, em Confresa, foi avaliado em detalhe quanto ás condições sócio- ) ambientais, por ser o mais antigo e apresentar grande diversidade e fragilidade em seu meio físico e biótico. A metodologia utilizada, basicamente, consistiu na correlação de informações do perfil do assentado, do uso e das condições atuais dos recursos naturais, e da caracterização da dinâmica de ocupação territorial. A Análise Morfopedológica foi uma das principais ferramentas de avaliação do meio físico do assentamento Cantagalo. O resultado final foi o entendimento do processo de ocupação e a identificação dos conflitos de uso dos recursos naturais acarretados pela ausência/ineficiência de planejamento nas ações que levaram à regularização do assentamento e a atual situação em que se encontra
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.08.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH21100003569T CARDOSO, A.B.F. 2002
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARDOSO, Ana Brígida Figueiredo; CASTRO, Selma Simões de. Confresa: um exemplo da "reforma agrária" matogrossense degradação sócio-ambiental e propostas de controle em áreas de assentamentos. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Cardoso, A. B. F., & Castro, S. S. de. (2002). Confresa: um exemplo da "reforma agrária" matogrossense degradação sócio-ambiental e propostas de controle em áreas de assentamentos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cardoso ABF, Castro SS de. Confresa: um exemplo da "reforma agrária" matogrossense degradação sócio-ambiental e propostas de controle em áreas de assentamentos. 2002 ;
    • Vancouver

      Cardoso ABF, Castro SS de. Confresa: um exemplo da "reforma agrária" matogrossense degradação sócio-ambiental e propostas de controle em áreas de assentamentos. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: