Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação do emprego de vedaprofeno em cães submetidos a procedimentos cirúrgicos ortopédicos (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALMEIDA, THAIS INGLEZ DE - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: ANALGESIA; ANTI-INFLAMATÓRIOS NÃO ESTEROIDES; CÃES
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve como objetivo avaliar a analgesia obtida com o uso de vedaprofeno administrado de forma "preemptiva" ou preventiva, comparado com ketoprofeno administrado de forma preventiva. Para tanto, foram utilizados 30 cães, machos e fêmeas de diferentes raças e idades submetidos a procedimentos ortopédicos bucais, os quais foram distribuídos aleatoriamente em três grupos de 10 animais cada, em estudo com mascaramento. Os animais do grupo I receberam 0,5 mg/Kg de vedaprofeno pela via oral, na medicação pré-anestésica, enquanto que os animais do grupo II foram tratados com vedaprofeno 0,5 mg/Kg (via oral) administrados ao término do procedimento cirúrgico. Ao grupo III foi administrado ketoprofeno pela via intramuscular na dose de 2 mg/Kg também ao término do procedimento cirúrgico. Todos os animais receberam acepromazina como medicação pré-anestésica, propofol para indução da anestesia, sendo a manutenção anestésica realizada com isofluorano. Foram avaliados parâmetros como: grau de analgesia e sedação, pressão arterial, freqüências cardíaca e respiratória, temperatura, catecolaminas plasmáticas e cortisol sérico, concentração expirada de dióxido de carbono e oximetria de pulso. A concentração de anestésico inalatório empregada foi a mesma nos três grupos experimentais sendo confirmada através de analisador de gases anestésicos. O período de avaliação pós-operatória dos animais foi de vinte e quatro horas. Não foram verificadas diferençassignificativas quanto à analgesia ou sedação entre os grupos estudados, nem quanto a alterações no sistema cardiovascular e respiratório. Nos três grupos, pôde-se observar incrementos nos valores de epinefrina plasmática decorridos trinta minutos da extubação. O comportamento do cortisol sérico foi similar nos grupos I e III. Entretanto, as alterações dos valores de cortisol e catecolaminas não foram acompanhadas por alterações semelhantes dos parâmetros vitais. Pelos resultados obtidos, pôde-se concluir que o momento de administração do fármaco não influencia na qualidade da analgesia pós-operatória. Vedaprofeno e ketoprofeno produzem analgesia similar e consistente no período pós-operatório de cirurgias ortopédicas bucais, podendo portanto ser indicados com segurança para a analgesia deste tipo de procedimento. A análise isolada dos valores de catecolaminas e cortisol não pode ser empregada como parâmetro único na avaliação da dor em cães
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.06.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300022198T.1140 FMVZ e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALMEIDA, Thais Inglez de; FANTONI, Denise Tabacchi. Avaliação do emprego de vedaprofeno em cães submetidos a procedimentos cirúrgicos ortopédicos. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Almeida, T. I. de, & Fantoni, D. T. (2002). Avaliação do emprego de vedaprofeno em cães submetidos a procedimentos cirúrgicos ortopédicos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Almeida TI de, Fantoni DT. Avaliação do emprego de vedaprofeno em cães submetidos a procedimentos cirúrgicos ortopédicos. 2002 ;
    • Vancouver

      Almeida TI de, Fantoni DT. Avaliação do emprego de vedaprofeno em cães submetidos a procedimentos cirúrgicos ortopédicos. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: