Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise comparativa, histológica e imuno-histoquímica, da reparação de alvéolos tratados ou não com o fator de crescimento PDGF-BB (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERRARO, ALESSANDRA QUEDAS - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODE
  • Subjects: TRATAMENTO PERIODONTAL; ALVEOLOPLASTIA; EXTRAÇÃO DENTÁRIA; PLAQUETAS SANGUÍNEAS
  • Language: Português
  • Abstract: Entre os tipos de terapia periodontal que utilizam enxerto ósseo, o uso de osso imaturo neoformado em alvéolos em reparação, tem demonstrado bons resultados no que se refere à indução e reparação óssea. O fator de crescimento derivado de plaquetas (PDGF) é um polipeptídeo que exerce um papel importante na proliferação e migração de células para uma ferida. Desta forma, o objetivo deste estudo foi analisar o tecido reparativo de alvéolos dentários de cães, após exodontia, tratados ou não com fator de crescimento PDGF-BB, sob microscopia de luz e através do índice de proliferação celular. Para isso foram utilizados os alvéolos dos segundos (P2) e quartos (P4) pré-molares inferiores de 6 cães sem raça definida. Após a exodontia, 6 alvéolos receberam PDGF-BB na concentração de 0,1 'mü'g/ml de gel de metilcelulose a 2%, e 6 alvéolos na concentração de 0,3 'mü'g/ml. Como controles, outros 6 alvéolos receberam somente o gel de metilcelulose a 2% e, por fim, 6 foram preenchidos apenas pelo coágulo sanguíneo. Após 10 dias de reparação, a avaliação sob microscopia de luz dos blocos contendo o tecido reparativo e tecido ósseo adjacente dos dentes P2, demonstrou tecido ósseo neoformado contíguo às paredes do alvéolo, com tecido conjuntivo jovem ao centro e epitélio recobrindo o alvéolo. Não houve diferenças histomorfológicas entre os grupos, apenas a quantidade de tecido ósseo neoformado nos grupos teste foi visualmente maior que nos controles. Os tecidos removidos do interior dosalvéolos dos dentes P4 foram submetidos à testes de imuno-histoquímica para o PCNA (antígeno nuclear de proliferação celular) para obtenção do índice de proliferação celular. Em relação aos alvéolos como um todo, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre os grupos, porém, nota-se uma tendência de se ter maior número de células em proliferação nos grupos controles. Quando subdividos em terços, não houve diferença ) significativa entre os grupos a não ser no terço médio (p=0,03) entre o grupo controle sem gel (61,7%) e o PDGF 0,3 'mü'g/ml (32,1%). Dentro de cada grupo, não foram encontradas diferenças significativas entre os terços coronário, médio e apical. Dentro dos limites deste estudo, podemos concluir que somente no terço médio o grupo PDGF 0,3 'mü'g/ml apresentou menos células em proliferação do que o grupo controle sem gel, e que o PDGF-BB pareceu acelerar o processo de reparação do interior dos alvéolos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.06.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500008849T3.279
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRARO, Alessandra Quedas; PUSTIGLIONI, Francisco Emílio. Análise comparativa, histológica e imuno-histoquímica, da reparação de alvéolos tratados ou não com o fator de crescimento PDGF-BB. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Ferraro, A. Q., & Pustiglioni, F. E. (2002). Análise comparativa, histológica e imuno-histoquímica, da reparação de alvéolos tratados ou não com o fator de crescimento PDGF-BB. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ferraro AQ, Pustiglioni FE. Análise comparativa, histológica e imuno-histoquímica, da reparação de alvéolos tratados ou não com o fator de crescimento PDGF-BB. 2002 ;
    • Vancouver

      Ferraro AQ, Pustiglioni FE. Análise comparativa, histológica e imuno-histoquímica, da reparação de alvéolos tratados ou não com o fator de crescimento PDGF-BB. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: