Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito da endometriose na secreção de progesterona pelas células da granulosa humana: o papel do fluido peritoneal (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GOMES, FERNANDO MARCOS - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: GINECOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: Verificar o efeito do fluido peritoneal de pacientes com e sem endometriose na produção in vitro de progesterona pelas células da granulosa de pacientes submetidas à fertilização in vitro. Avaliando-se, desta forma, a influência de fatores presentes no fluido peritoneal no meio endócrino folicular. Pacientes e métodos: No presente estudo foram cultivadas células da granulosa humana de 11 pacientes submetidas à fertilização in vitro, por fator masculino ou tubáreo (laqueadura prévia), segundo técnica empregada no Instituto Valenciano de Infertilidade (Valência, Espanha). Após 24 horas o meio de cultivo era substituído com meio de cultivo acrescido de fluido peritoneal nas concentrações de 0 (controle), 1, 5, 10 a 30%. Para cada cultivo foi utilizado fluido peritoneal de diferentes pacientes com e sem endometriose. Todos os experimentos foram feitos em triplicata. Decorridas 48 horas adicionais o meio de cultivo era retirado para dosagem de progesterona por imunoquimioluminescência. Resultados: Houve crescimento celular em 100% das culturas. A quantidade de progesterona no meio de cultivo apresentou uma tendência de aumento diretamente proporcional à concentração de fluido peritoneal adicionado (controle< 1 < 5< 10%), em ambos os grupos. No grupo de cultivo de células da. granulosa com fluido peritoneal de pacientes sem endometriose, encontrou?se um aumento estatisticamente significativo na quantidade de progesterona quando foi utilizadofluido peritoneal na concentração de 10% em relação ao valor controle. Já entre o grupo de cultivo de células da granulosa com fluido peritoneal de pacientes com endometriose não se observou diferença estatisticamente significativa entre as diversas concentrações de fluido peritoneal. Comparando-se os valores encontrados entre os grupos com a sem endometriose, observou-se uma menor produção de progesterona no grupo estimulado com fluido peritoneal de pacientes com ) endometriose na concentração de 30%. Conclusões: O fluido peritoneal contém substâncias que estimulam, em baixas concentrações, a produção de progesterona pelas células da granulosa humana. Quando foi utilizado fluido peritoneal de pacientes com endometriose, em concentrações mais elevadas, houve um efeito inibitório na estimulação da produção de progesterona pelo fluido peritoneal. Isso ocorreu, provavelmente, devido a fatores presentes no fluido peritoneal de pacientes com endometriose, que podem alterar a esteroidogênese ovariana. Unitermos: Endometriose, fluido peritoneal, progesterona, células da granulosa, esteroidogênese
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.04.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200059492Gomes, Fernando Marcos
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GOMES, Fernando Marcos; MOURA, Marcos Dias de. Efeito da endometriose na secreção de progesterona pelas células da granulosa humana: o papel do fluido peritoneal. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Gomes, F. M., & Moura, M. D. de. (2002). Efeito da endometriose na secreção de progesterona pelas células da granulosa humana: o papel do fluido peritoneal. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Gomes FM, Moura MD de. Efeito da endometriose na secreção de progesterona pelas células da granulosa humana: o papel do fluido peritoneal. 2002 ;
    • Vancouver

      Gomes FM, Moura MD de. Efeito da endometriose na secreção de progesterona pelas células da granulosa humana: o papel do fluido peritoneal. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: