Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Saúde sexual, escolas promotoras de saúde e relações de gênero: representações de adolescentes sobre masculinidades e feminilidades (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VACCARI, VERA LUCIA - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • Subjects: PROMOÇÃO DA SAÚDE; ESCOLAS; SEXUALIDADE; IDENTIDADE SEXUAL; EQUIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: A promoção da saúde sexual está relacionada à promoção da eqüidade de gênero e dos direitos sexuais. Fazem parte dos atributos da Escola Promotora da Saúde e estão explícita ou implicitamente contidas nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) de Orientação Sexual do Ministério da Educação. Nesta pesquisa, buscou-se conhecer se (e como) atividades de promoção da saúde sexual são realizadas em escolas estaduais de São Paulo. Foram entrevistados 20 adolescentes (10 de cada gênero), estudantes do ensino médio e de curso profissionalizante. Foram construídos e analisados Discursos do Sujeito Coletivo (DSC) sobre atributos dos gêneros. Representações sociais (RS) mais tradicionais de gênero apresentam-se ao lado de outras, mais contemporâneas, embora sem proposta de eqüidade. Não há diferenças significativas entre as RS das meninas e meninos, que igualmente parecem entender privilégios masculinos como direitos. Homossexuais masculinos são discriminados, por não se adequarem à RSD vigente quanto ao masculino. O espancamento de mulheres é em geral atribuído à bebida. Outras formas de violência contra os direitos da mulher passam quase despercebidas. De maneira geral, a construção da eqüidade de gênero (e da saúde sexual) parece não fazer parte das atividades das escolas freqüentadas pelas pessoas entrevistadas. Cursos de formação de professores(as) devem incorporar a promoção dos direitos sexuais, base da promoção da saúde sexual. Professores(as) devem ter acesso abolsas de estudos e a salários que lhes permitam participar de cursos e eventos científicos na área, para poderem realizar mudanças. Só assim a escola poderá transformar-se em verdadeira Escola Promotora da Saúde
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.09.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800029153372.37 38
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VACCARI, Vera Lúcia; PEREIRA, Isabel Maria Teixeira Bicudo. Saúde sexual, escolas promotoras de saúde e relações de gênero: representações de adolescentes sobre masculinidades e feminilidades. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Vaccari, V. L., & Pereira, I. M. T. B. (2002). Saúde sexual, escolas promotoras de saúde e relações de gênero: representações de adolescentes sobre masculinidades e feminilidades. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Vaccari VL, Pereira IMTB. Saúde sexual, escolas promotoras de saúde e relações de gênero: representações de adolescentes sobre masculinidades e feminilidades. 2002 ;
    • Vancouver

      Vaccari VL, Pereira IMTB. Saúde sexual, escolas promotoras de saúde e relações de gênero: representações de adolescentes sobre masculinidades e feminilidades. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: