Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Do rural ao urbano: o processo de adaptação de alunos moradores de um assentamento rural à escola urbana (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BRANCALEONI, ANA PAULA LEIVAR - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: ESCOLA RURAL; CIDADES; ESCOLAS; PSICOLOGIA EDUCACIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: A passagem para a 5a série do Ensino Fundamental é um período crítico na vida escolar das crianças, sendo ainda mais acentuado para aquelas moradoras da zona rural que, em grande parte, precisam prosseguir seus estudos na zona urbana. Esta mudança interfere também na participação da comunidade rural na escola urbana. Soma-se a isso a visão preconceituosa, muitas vezes, veiculada pela mídia acerca da população rural, em especial dos que vivem em assentamentos rurais. Portanto, é importante compreender como são vivenciadas estas mudanças pelas crianças e pela comunidade de forma mais ampla. Assim, este trabalho tem por objetivo estudar o processo de adaptação dos alunos que saem da 4a série da escola de um assentamento rural e vão estudar em uma escola na zona urbana. Buscou-se ainda analisar como se dá a participação da comunidade rural nesta escola urbana. Trata-se de um estudo qualitativo de cunho etnográfico, que utilizou como instrumentos de coleta de dados a observação participante (18 meses), a análise documental e entrevistas semi-estruturadas. O estudo foi dividido em duas etapas, uma primeira em que se acompanhou uma quarta série no assentamento rural e posteriormente, seguindo a mesma turma de alunos na escola urbana. Os sujeitos entrevistados foram alunos, professores, funcionários, pessoas da direção, pais e uma liderança do assentamento rural, perfazendo 21 entrevistas. Constatou-se que a escola rural possui uma boa integração com sua comunidade,desenvolvendo um importante papel, na organização comunitária, no estímulo ao exercício da cidadania e de valores como cooperação e democracia. Tem-se uma gestão participativa que, em muito, se deve à postura da diretora e que nem sempre é referendada pelo corpo docente. Desta forma, há uma cisão na equipe técnica que se reflete em todas as práticas do cotidiano escolar, resultando em um clima de constante tensão. O principal problema vivenciado pela ) escola é o significativo índice de fracasso escolar das crianças, sendo superior a 50%. Quanto à transição para a 5a série, esta se constitui em uma forte ruptura sem que haja qualquer preparação prévia e sistematizada para esta mudança. Na quinta série, o índice de fracasso escolar, entre as crianças do assentamento, é ainda mais elevado. Além disso, a participação da comunidade rural, na escola urbana, se reduz drásticamente. Outro dado é que na escola urbana, praticamente todos os alunos se sentem estrangeiros, pois poucos possuem vínculos com o bairro onde ela se encontra.(apoio FAPESP)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.03.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800018565FFCLRP/Brancaleoni, Ana Paula
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRANCALEONI, Ana Paula Leivar; PINTO, José Marcelino de Rezende. Do rural ao urbano: o processo de adaptação de alunos moradores de um assentamento rural à escola urbana. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Brancaleoni, A. P. L., & Pinto, J. M. de R. (2002). Do rural ao urbano: o processo de adaptação de alunos moradores de um assentamento rural à escola urbana. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Brancaleoni APL, Pinto JM de R. Do rural ao urbano: o processo de adaptação de alunos moradores de um assentamento rural à escola urbana. 2002 ;
    • Vancouver

      Brancaleoni APL, Pinto JM de R. Do rural ao urbano: o processo de adaptação de alunos moradores de um assentamento rural à escola urbana. 2002 ;