Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise filogenética e biogeográfica e revisão sistemática de Goniosomatinae (Arachnida, Opiliones, Gonyleptidae) (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, MARCIO BERNARDINO DA - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: OPILIONA; ZOOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO); ARACHNIDA
  • Language: Português
  • Abstract: Os goniosomatídeos são opiliões de grande porte e conspícuos, comuns na floresta atlântica desde Santa Catarina, região sul do Brasil, até a Bahia, na região nordeste. Estudos recentes em diversas áreas, como biologia reprodutiva, citogenética e fauna e evolução em cavernas, por exemplo, vinham demonstrando um alto nível de desordem na taxonomia do grupo, reflexo da situação sistemática de opiliões neotropicais em geral. A análise cladística foi efetuada com 36 espécies identificadas na revisão taxonômica da subfamília. Os 98 caracteres utilizados estão relacionados, principalmente com a genitália masculina (17 caracteres), perna IV (29 caracteres), coloração (13 caracteres) e variáveis contínuas/quantitativas (15 caracteres). A hipótese filogenética mais parcimoniosa (CI=0,28, RI=0,68) permitiu a proposição de uma nova classificação em 6 gêneros: Ganiosoma Perty, 1832, com 13 spp; Serracutisoma Roewer, 1930, revalidado, com 10 spp; Heteromitobates Roewer, 1913, com 6 spp; Mitogoniella Mello-Leitão, 1936, revalidado, com 4 spp; Leitaoius Roewer, 1930, revalidado, com 3 spp; e um gênero novo, com uma espécie. Foram reconhecidas e descritas 12 espécies novas. Foram feitas as seguintes sinonímias em nível genérico: Lyogoniosoma Mello-Leitão, 1926, Glyptogoniosoma Mello-Leitão, 1932 e Mtalyogoniosoma Soares & Soares, 1946 = Goniosoma Perty, 1832; Acutisomelloides Mello-Leitão, 1932, Spelaeosoma Mello-Leitão, 1933 e Pygosomoides Mello-Leitão, 1933 = SerracutisomaRoewer, 1930; Autisomella Roewer, 1930= Heteromitobates Roewer, 1913. Foram feitas as seguintes sinonímias em nível específico: Goniosoma patruele Perty, 1832, Goniosoma xanthophthalmum Mello-Leitão, 1931, Acutisomella intermedia Mello-Leitão, 1937 e Metalyogoniosoma unum Soares & Soares, 1946 = Goniosoma varium Perty, 1832; Progoniosoma cruciferum Mello-Leitão, 1923, Progoniosoma tijuca Roewer, 1930, Glyptogoniosoma perditum Mello-Leitão, 1936 = ) Goniosoma dentipes Koch, 1839; Progoniosoma minense Mello-Leitão, 1932 e Goniosomella perlata Mello-Leitão, 1936 = Gonisoma vatrax Koch, 1848; Goniosoma geniculatum Mello-Leitão, 1931 = Goniosoma venustum Koch, 1839; Leitaoius viridifrons Mello-Leitão, 1935 e Leitaoius iguapensis Piza, 1938 = Serracutisoma proximum (Mello-Leitão, 1922); Acutisoma patens Roewer, 1930 e Acutisoma marumbicola soares, 1945 = Serracutisoma thalassinum (Simon, 1879); Progoniosoma tetrasetae, Roewer, 1930 = Serracutisoma inerme (Mello-Leitão, 1927); Acutisoma monticolum Mello-Leitão, 1922= Leitaoius longipes (Roewer, 1913). As seguintes espécies apresentam nova conbinação: Goniosoma carum (Mello-leitão, 1936), Goniosoma macracanthum (Mello-Leitão, 1922), Goniosoma unicolor (Mello-Leitão, 1932), Serracutisoma banhadoae (Mello-Leitão, 1947), Serracutisoma inerme (Mello-Leitão, 1927), Serracutisoma molle (Mello-Leitão, 1933), Serracutisoma spelaeum (Mello-Leitão, 1933), Serracutisoma thalassinum (Simon, 1879), Serracutisoma catarina (MAchado,Pinto-da-Rocha & Ramires, 2001), Heteromitobates inscriptus (Mello-Leitão, 1922), Heteromitobates albiscriptus (Mello-Leitão, 1932), Mitogoniella modesta (Perty, 1832) e Leitaoius longipes (Roewer, 1913). São apresentadas chaves de identificação para machos e fêmeas dos gêneros e espécies da subfamília. Goniosomoides viridans Mello-Leitão, 1932 foi retirada da subfamília tornando-se espécie incertae sedis. O padrão de distribuição das espécies demonstra um alto grau de endemismo, tendo sido propostas 10 áreas de endemismo para as espécies do grupo na mata atlântica. Foi feita análise de parcimônia de Brooks, tendo sido seu resultado, junto com outras discussões sobre a distribuição dos gêneros, congruentes com resultados da literatura
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.08.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000020683M-1063
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Marcio Bernardino da; GNASPINI, Pedro. Análise filogenética e biogeográfica e revisão sistemática de Goniosomatinae (Arachnida, Opiliones, Gonyleptidae). 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Silva, M. B. da, & Gnaspini, P. (2002). Análise filogenética e biogeográfica e revisão sistemática de Goniosomatinae (Arachnida, Opiliones, Gonyleptidae). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Silva MB da, Gnaspini P. Análise filogenética e biogeográfica e revisão sistemática de Goniosomatinae (Arachnida, Opiliones, Gonyleptidae). 2002 ;
    • Vancouver

      Silva MB da, Gnaspini P. Análise filogenética e biogeográfica e revisão sistemática de Goniosomatinae (Arachnida, Opiliones, Gonyleptidae). 2002 ;