Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Expressão do gene da vitelogenina nas castas e sexos de Apis mellifera (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GUIDUGLI, KARINA ROSA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: ABELHAS; GENÉTICA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: A vitelogenina, principal proteína dos ovos dos insetos e da maioria dos vertebrados é sintetizada preferencialmente fora dos ovarios e constitui na principal fonte de alimento dos embriões em desenvolvimento. Neste trabalho o cDNA parcial da vitelogenina foi amplificado, clonado e seqüenciado, por meio de RACE-PCR. Os primers degenerados usados inicialmente para amplificação do cDNA foram desenhados sobre uma seqüência consenso originada de uma análise multivariada das seqüências do gene da vitelogenina depositadas no GenBank, de pelo menos 8 insetos diferentes. Um dos primers usados reconheceueamplificou uma seqüência de 600 pb, cuja análise demonstrou a existência, também em 4pis mellifera, do domínio conservado GIGC, de 9 cisteínas na região C-terminal, presentes na maioria dos insetos estudados. Os domínios de polisserina não foram encontrados em Apis mellifera. Os testes de homologia (BLASTX e GCG) comprovaram ser este fragmento parte do gene da vitelogenina. Esta seqüência de 600 pb foi usada para desenhar um primer (Apis 1), agora específico, usado em novas reações de RACE-PCR. Destes experimentos foram obtidos outros clones, um deles de 1200 pb, que após análise comprovou ser parte do gene de interesse. Ambos os fragmentos, Am 4a5 e Am 12cd, de 600 e 1200 pb, respectivamente, foram usados como sonda para estudo de localização e expressão do mRNA da vitelogenina em rainhas, operarias e zangões e forneceram os mesmos resultados, ou seja, localizaramum único mRNA de 8 kb. Os estudos de expressão ao logo do desenvolvimento foram feitos com rainhas e operárias. A expressão deste gene em rainhas é detectada em fase prematura do desenvolvimento, ou seja, pupa de olho marrom e tórax com pigmentação intermediaria (Pbm I). Nas operárias a expressão ocorre horas mais tarde. A análise. da expressão gênica ao longo da vida adulta das operárias mostra que o gene é continuamente transcrito até o 30-° dia de ) dade, no entanto a vitelogenina não mais é detectada após o 20°- dia de idade. A presença da vitelogenina na fase pupal em rainhas é coerente com a função reprodutora. Por outro lado, em operárias, a expressão em fases prematuras do desenvolvimento, bem como ao longo de sua vida adulta pode estar relacionada com a manutenção do potencial de reprodução desta casta
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.02.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200059252Guidugli, Karina Rosa
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUIDUGLI, Karina Rosa; SIMÕES, Zilá Luz Paulino. Expressão do gene da vitelogenina nas castas e sexos de Apis mellifera. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Guidugli, K. R., & Simões, Z. L. P. (2002). Expressão do gene da vitelogenina nas castas e sexos de Apis mellifera. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Guidugli KR, Simões ZLP. Expressão do gene da vitelogenina nas castas e sexos de Apis mellifera. 2002 ;
    • Vancouver

      Guidugli KR, Simões ZLP. Expressão do gene da vitelogenina nas castas e sexos de Apis mellifera. 2002 ;