Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Microrganismos isolados de baratas (Periplaneta americana) em um hospital do centro-oeste (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PRADO, MARINÉSIA APARECIDA DO - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: BARATAS; INFECÇÃO HOSPITALAR; ENFERMAGEM FUNDAMENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: As baratas são carreadoras em potencial de microrganismos levando-os na superfície do seu corpo para os materiais esterilizados, equipamentos e alimentos não-contaminados, seja no ambiente, hospitalar ou domiciliar. Epidemiologicamente, as baratas devem ser consideradas um importante vetor de infecções. Diante desta problemática, realizou-se o presente estudo com vistas a isolar e a identificar os microrganismos da superfície de baratas em um hospital público da Região Centro-Oeste, assim como determinar o perfil de suscetibilidade antimicrobiana das bactérias isoladas da superfície das baratas. Capturaram-se as baratas no ambiente hospitalar, nos períodos matutino e noturno, sendo as mesmas colocadas em frascos previamente limpos e desinfetados com álcool a 70%, em seguida transferidas para um frasco estéril e levadas ao laboratório. Consideraram-se, para o estudo, as baratas que se encontravam íntegras e vivas, as quais foram colocadas em solução salina estéril 0,8% e homogenizadas. Esta solução foi semeada nos meios de cultura ágar Macconkey, caldo nutriente (ágar Naito), infusão de cérebro e coração (ágar BHI), ágar Saboraud, ágar Manitol e, em seguida, examinadas em um estereomicroscópio para a contagem das unidades formadoras de colônia (ufc), identificadas segundo à taxonomia padrão descrita por KONEMAN et al. (1993). Para os registros dos resultados utilizaram-se duas fichas previamente elaboradas pela pesquisadora. Para o isolamento dosmicrorganismos, utilizou-se o método preconizado por FOTEDAR et al. (1991). Para a determinação do perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos utilizou-se o teste de difusão de disco, recomendado pela NATIONAL Committe for Clinical Laboratory Standards (2000). A análise estatística foi realizada no programa EPI-INFO, V.6.04. 0 estudo revelou: a prevalência de fungos 97,0%; de enterobactérias 56,0% e estafilococos coagulase negativo (ECN) 25,4%. Identificaram-se ) 15 espécies de enterobactérias com predomínio de K.pneumoneae 12,7%; E, aerogenes 10,3%; Serratia marcescens 9,5%; de Hafínia alvei 8,7%; de E. gergoveae e E. cloacae 6,3%; de Serratia sp 4,7% e outras. Detectou-se uma resistência significativa das espécies de enterobactérias e dos ECN aos antimicrobianos, inclusive à oxacilina. Concluiu-se que as baratas são carreadoras de microrganismos de interesse para as IH e que os resultados apresentados na pesquisa podem estar associados às condições de saneamento ambiental da instituição, ao uso inadequado de antimicrobianos e à oferta aleatória de alimentos, propiciando a proliferação desses insetos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.03.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200007024T2017
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PRADO, Marinésia Aparecida do; GIR, Elucir. Microrganismos isolados de baratas (Periplaneta americana) em um hospital do centro-oeste. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Prado, M. A. do, & Gir, E. (2002). Microrganismos isolados de baratas (Periplaneta americana) em um hospital do centro-oeste. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Prado MA do, Gir E. Microrganismos isolados de baratas (Periplaneta americana) em um hospital do centro-oeste. 2002 ;
    • Vancouver

      Prado MA do, Gir E. Microrganismos isolados de baratas (Periplaneta americana) em um hospital do centro-oeste. 2002 ;