Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo da linguagem de um evento esportivo numa abordagem sócio-léxico-computacional (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TURTELLI, SANDRA REGINA - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLL
  • Subjects: EVENTOS ESPORTIVOS (ANÁLISE DO DISCURSO)
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa, que se insere na abordagem da Lingüística de Corpus (Kennedy, 1998, McEnery & Wilson, 1996 e Sinclair, 1991), tem como corpus de estudo quatro textos provenientes da transmissão de um mesmo evento esportivo, uma partida de futebol, sendo dois deles provenientes de emissoras de rádio e dois de emissoras de televisão, das cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. Para procesamento dos dados, utilizando-se o programa WordSmith Tools (Scott, 1966). Seus objetivos foram levantar, analisar e comparar: (a) o uso de palavras da linguagem bélico-militar, da linguagem do espetáculo, da linguagem afetiva e do jargão futebolístico; (b) os traços de bairrismo e o tratamento destinado à torcida e à arbitragem e (c) o espaço temporal ocupado por locutores, comentaristas e repórteres e pela publicidade e serviços durante a transmissão do evento. Os resultados mostraram que as duas mídias, o rádio e a televisão, fazem uso mínimo de palavras ligadas à violência, embora o rádio carioca apresente o dobro de ocorrências do rádio paulista, esse número ainda não é significativo se comparado ao de outros aspectos lingüísticos estudados. As palavras da linguagem do espetáculo são mais usadas pela mídia televisão, mas isso não faz, necessariamente, que a narração da televisão seja mais espetacular do que a do rádio. O rádio carioca é o veículo que mais usa elementos com valor afetivo. A mídia rádio utiliza mais o jargão futebolístico do que a mídia televisão. Detectou-seforte parcialidade nas transmissões no rádio para com as equipes locais e, ao contrário, uma tendência forte de contemporização por parte da televisão. A mídia televisão refere-se às torcidas muitas vezes durante a narração e, pouco, à arbitragem. O contrário acontece com a mídia rádio, que busca maior interação com sua audiência nas alusões e críticas à arbitragem. O rádio paulista mostra um tom de cordialidade paraa com a arbitragem, o contrário ) acontecendo com o rádio carioca. Os locutores ocupam um espaço temporal maior no rádio paulista e na televisão carioca. Quanto aos comentaristas, há uma superioridadee do rádio carioca e, na televisão, eles têm a mesma marca. Quanto à publicidade, o número de inscrições de comerciais dee patrocinadores é o mesmo nas duas rádios, porém, na televisão carioca, o número é o dobro da televisão paulista. Os resultados deste estudo não podem ser generalizados, mas podem servir como partida para investigações que empreguem a Lingüística de Corpus na exploração de textos midiáticos, tanto na área da Lingüística, quanto no âmbito da Comunicação e da Sociologia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.11.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH21300128195T TURTELLI, S.R. 2002
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TURTELLI, Sandra Regina; ZAPPAROLI, Zilda Maria. Estudo da linguagem de um evento esportivo numa abordagem sócio-léxico-computacional. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Turtelli, S. R., & Zapparoli, Z. M. (2002). Estudo da linguagem de um evento esportivo numa abordagem sócio-léxico-computacional. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Turtelli SR, Zapparoli ZM. Estudo da linguagem de um evento esportivo numa abordagem sócio-léxico-computacional. 2002 ;
    • Vancouver

      Turtelli SR, Zapparoli ZM. Estudo da linguagem de um evento esportivo numa abordagem sócio-léxico-computacional. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: