Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Reconhecimento dos acréscimos e decréscimos de riqueza no patrimônio das entidades (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SCHERER, LUCIANO MARCIO - FEA
  • USP Schools: FEA
  • Sigla do Departamento: EAC
  • Subjects: CONTABILIDADE; CONTABILIDADE FINANCEIRA; BALANÇO CONTÁBIL; FINANÇAS DAS EMPRESAS
  • Language: Português
  • Abstract: A contabilidade deve ser capaz de prover seus usuários com informações úteis, a serem utilizadas no processo gerencial de tomada de decisões. Assim, os relatórios contábeis devem estar revestidos de relevância e retratar fielmente a real posição do patrimônio de uma entidade a qualquer momento, em seus aspectos físicos, operacionais, financeiros e econômicos. Entende-se que, para atender a essas finalidades, a contabilidade deveria reconhecer os acréscimos e decréscimos de riqueza no patrimônio de uma entidade continuamente, quando de fato ocorressem. A forma como essas variações patrimoniais se configuram é através do reconhecimento de receitas e a confrotação com as respectivas despesas. Idealmente, o reconhecimento de receitas deveria ocorrer quando elas fossem de fato obtidas pela entidade. Com base no exposto acima, foi formulado o problema de pesquisa desta dissertação , que é o seguinte: de que forma o reconhecimento dos acréscimos e decréscimos de riqueza das entidades no momento em que de fato ocorrem é tratado pela contabilidade em seus relatórios? E, com base nesse problema de pesquisa, formularam-se as seguintes hipóteses de pesquisa: a) se os relatórios contábeis forem baseados nos Princípios Fundamentais de Contabilidade, então não reconhecerão os acréscimos ou decréscimos de riqueza das entidades no momento em que de fato ocorrem; b) se os relatórios contábeis forem baseados na abordagem gerencial da Gestão Econômica, então reconhecerãoos acréscimos e decréscimos de riqueza das entidades no momento em que de fato ocorrem. A revisão de bibliografia efetuada, bem como o exemplo de aplicação dos conceitos extraídos da literatura contábel permite afirmar que a prática contábil atual, baseada nos Princípios Fundamentais de Contabilidade, não retrata os acréscimos e decréscimos de riqueza das entidades continuamente, quando de fato ocorrem, uma vez que as receitas são reconhecidas basicamente ) de forma pontual quando de sua realização. Em muitas situações, a obtenção e a realização de uma receita ocorrem conjuntamente, entretanto, em outras isso não ocorre. Já a aboradagem gerencial da Gestão Econômica reconhece os acréscimos e decréscimos de riqueza no patrimônio das entidades continuamente, quando de fato ocorrem, de tal forma que o reconhecimento de receitas é efetuado quando elas são obtidas. Por conseqüência, ambas as hipóteses de pesquisa desta dissertação foram comprovadas, e o problema de pesquisa atendido
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.10.2002
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FEA20600023784T657 S326r e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SCHERER, Luciano Márcio; GUERREIRO, Reinaldo. Reconhecimento dos acréscimos e decréscimos de riqueza no patrimônio das entidades. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-06122002-163128/ >.
    • APA

      Scherer, L. M., & Guerreiro, R. (2002). Reconhecimento dos acréscimos e decréscimos de riqueza no patrimônio das entidades. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-06122002-163128/
    • NLM

      Scherer LM, Guerreiro R. Reconhecimento dos acréscimos e decréscimos de riqueza no patrimônio das entidades [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-06122002-163128/
    • Vancouver

      Scherer LM, Guerreiro R. Reconhecimento dos acréscimos e decréscimos de riqueza no patrimônio das entidades [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-06122002-163128/