Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo da resposta pressora à microinjeção de acetilcolina na área septal lateral de ratos (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NASCIMENTO, IURE CEZAR CARDOSO DO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: FÁRMACOS; FARMACOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A área septal é uma estrutura prosencefálica envolvida na regulação cardiovascular de vários animais. Estimulação colinérgica da área septal lateral (ASL causa aumento da pressão arterial, a qual é mediada por liberação de vasopressina (AVP). Há evidências indicando uma inter-relação entre os mecanismos histaminérgicos centrais e o controle da liberação de AVP. Entretanto, o envolvimento de tais mecanismos histaminérgicos na mediação da estimulação colinérgica septal não tem sido estudado. Muito menos foi esclarecido o papel dos núcleos hipotalâmicos supra- óptico (SON) e paraventricular (PVN) na mediação da resposta pressora à acetilcolina (ACh) na ASL. O objetivo deste trabalho foi (1) investigar a participação dos núcleos magnocelulares hipotalâmicos na resposta pressora à acetilcolina na ASL; (2) o possível envolvimento de receptores H1 na mediação desta resposta; e (3) a possível existência de conexões diretas entre a ASL e os núcleos magnocelulares hipotalâmicos. Neste estudo, microinjeções de ACh na ASL causaram respostas pressoras dose-dependente. O efeito pressor à ACh não foi modificado nem pela administração ipsi nem bilateral de lidocaína nos SON Microinjeções de lidocaína no terceiro ventrículo, no entanto, reduziu significantemente a resposta pressora. Administração de pirilamina, um antagonista histaminérgico H1. No terceiro ventrículo também reduziu a resposta pressora à ACh. Interconexões foram observadas entre a ASL e o hipotálamo após ainjeção de um marcador neuronial, BOA, na ASL. Várias fibras foram visualizadas na região dorsal ao SON, e poucas fibras foram observadas no PVN. Esses achados sugerem a participação do PVN ou da zona periventricular, mas não do SON, na resposta pressora à microinjeção de ACh na ASL. Entretanto, poucas conexões diretas foram observadas entre a ASL e o PVN, desta forma sugerindo o possível envolvimento de núcleos relés. Nossos resultados também sugerem ) que mecanismos histaminérgicos estariam envolvidos na mediação da liberação de AVP associada à resposta pressora à ACh na área septal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.06.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200060316Nascimento, Iure Cézar Cardoso do
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NASCIMENTO, Iure Cézar Cardoso do; CORRÊA, Fernando Morgan de Aguiar. Estudo da resposta pressora à microinjeção de acetilcolina na área septal lateral de ratos. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Nascimento, I. C. C. do, & Corrêa, F. M. de A. (2002). Estudo da resposta pressora à microinjeção de acetilcolina na área septal lateral de ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Nascimento ICC do, Corrêa FM de A. Estudo da resposta pressora à microinjeção de acetilcolina na área septal lateral de ratos. 2002 ;
    • Vancouver

      Nascimento ICC do, Corrêa FM de A. Estudo da resposta pressora à microinjeção de acetilcolina na área septal lateral de ratos. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: