Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Extração e quantificação de DNA de células obtidas por imprints e raspados de fígado (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RIBEIRO, CAMILA NUNES DE MORAIS - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: PATOLOGIA COMPARADA
  • Language: Português
  • Abstract: As anomalias congênitas estão presentes em cerca de 30% das necropsias pediátricas realizadas no HCFMRP-USP e já representam a primeira causa de morte pós-neonatal na cidade de Ribeirão Preto, constituindo-se em um verdadeiro problema de saúde pública. A definição diagnóstica destes casos, fundamental para permitir ações no âmbito médico-hospitalar, bem como das políticas do setor, é muitas vezes difícil, motivo pelo qual diferentes tipos de investigação devem ser utilizados. Um destes recursos é a análise do DNA, seja por PCR ou outras técnicas moleculares, que pode ser obtido de diferentes fontes e formas de fixação. No entanto, várias dificuldades surgem quando se utilizam tecidos fixados rotineiramente em formol, incluídos ou não em parafina, que se constituem nas formas mais comuns de tecidos disponíveis para exame nos Departamentos de Patologia. O objetivo do presente trabalho foi desenvolver um protocolo simplificado e de baixo custo para a coleta e fixação de células oriundas de tecido hepático de necropsias pediátricas com o intuito de determinar se o DNA extraído apresentava-se em quantidade e qualidade adequadas, contornando os problemas da fixação em formol ou inclusão em parafina. Para tanto, foram colhidos imprints (grupos I) e raspados (grupos R) de fígado de 15 casos de necropsias pediátricas fixados em etanol a 95% (grupos I95 e R95), por dez minutos e em metanol: ácido acético (3:1), por 45 segundos (grupos IMA e RMA). O material obtido de umaúnica lâmina de cada caso dos quatro grupos foi submetido à extração de DNA com Wizard@ Genomic DNA Purification Kit, Promega, que foi quantificado. Posteriormente, o DNA de cinco casos de cada grupo foi submetido à amplificação por PCR multiplex dos genes AZF da região Yq11, envolvidos com o controle da espermatogênese humana. Os resultados mostraram que houve grande variação da quantidade de DNA extraído em todos os grupos, de 20 ng/'mü'L a ) 8 640 ng/'mü'L, com média de 1071,33 ng/'mü'L para o grupo I95, 717 ng/'mü'L para IMA, 4127 ,33 ng/'mü'L para R95 e 1774 ng/'mü'L para RMA. Análise estatística não paramétrica de Kruskal Wallis apontou diferença estatisticamente significante entre eles, sendo que o melhor foi o raspado fixado em etanol a 95%. No entanto, a média de todos os grupos foi superior à quantidade necessária para PCR ou Southern Blot. Da mesma forma, não houve diferenças qualitativas avaliadas pela amplificação por PCR entre os diferentes materiais e fixadores. Concluiu-se que, apesar dos raspados fixados em etanol a 95% serem comparativamente melhores do que os outros, os imprints fixados em etanol a 95% também são uma boa fonte de DNA, apresentando maiores facilidades de fixação do que os raspados. Os imprints permitem ainda a avaliação citológica e FISH, não testado, pela não superposição de células, sendo portanto uma fonte mais versátil do que os raspados. Desta forma, os imprints de fígado fixados em etanol 95% deverão ser incorporados aoprotocolo de investigação de anomalias congênita humanas no HCFMRP-USP
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.07.2002

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200061417Ribeiro, Camila Nunes De Morais
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Camila Nunes de Morais; PERES, Luiz César. Extração e quantificação de DNA de células obtidas por imprints e raspados de fígado. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Ribeiro, C. N. de M., & Peres, L. C. (2002). Extração e quantificação de DNA de células obtidas por imprints e raspados de fígado. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ribeiro CN de M, Peres LC. Extração e quantificação de DNA de células obtidas por imprints e raspados de fígado. 2002 ;
    • Vancouver

      Ribeiro CN de M, Peres LC. Extração e quantificação de DNA de células obtidas por imprints e raspados de fígado. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: